Apresentação


SalvarSalvar
Salvar
Salvar
Salvar

Sobre as abelhas

Pesquisas arqueológicas mostram que as abelhas estão presentes na vida dos homens desde a pré-história. Consideradas fornecedoras de alimento, no início, o homem promovia uma verdadeira caçada, tendo que procurar e localizar as colônias, que muitas vezes nidificavam em locais de difícil acesso e de grande risco para os coletores. Naquela época, a busca era por mel, pólen e crias, que além de serem ingeridos como alimento eram usados para a produção do hidromel. Ainda hoje a cultura dos caçadores de mel (honey hunters) está presente em diversos povos.

O hidromel é a bebida fermentada mais antiga que se tem conhecimento. Usado pelo homem desde a pré-história, foi inicialmente produzido naturalmente a partir da mistura de mel e água que, com o tempo, sofria fermentação natural, devido a presença de leveduras.
Hoje, além de mel, hidromel e pólen, as abelhas são criadas para produção de própolis, cera, apitoxina, geleia real, rainhas e enxames. Apesar de todos esses produtos, a maior importância das abelhas está relacionada ao serviço de polinização prestado.

É principalmente das flores que as abelhas retiram seu alimento, o néctar e o pólen, que são as recompensas oferecidas pelas plantas para atrair os polinizadores. Por terem o corpo coberto de pelos ramificados, ao visitar as flores para coleta de alimento, as abelhas ficam cobertas de pólen. Quando visitam outras flores de plantas da mesma espécie para recolher mais alimento, as abelhas acabam por transferir um pouco dos grãos de pólen aderido aos pelos e promovem a fecundação das flores, contribuindo para a manutenção da biodiversidade.

Algumas espécies vegetais são tão dependentes das abelhas para se reproduzirem que a extinção destas pode levar à extinção da planta, o que gera um efeito cascata em toda a cadeia alimentar.

Um caso destes foi relatado pelo Prof. Warwick Estevam Kerr, um geneticista brasileiro, conhecido em todo o mundo por seus estudos com as abelhas. O Prof. Kerr observou na região Amazônica que a população dos uacaris, macaquinhos da cara vermelha, não conseguia se desenvolver e aumentar. A razão estava na destruição dos ninhos das abelhas Melipona seminigra, Melipona rufiventris e Melipona crinita. A população da região, sempre que encontrava uma colônia destas abelhas, destruía o ninho para coletar o mel, contribuindo para a redução no número de colônias na região. Acontece que essas abelhas são responsáveis pela polinização de centenas de árvores frutíferas usadas como alimento pelos uacaris. Com a redução da quantidade de abelhas na região, reduziu a quantidade de frutos e, houve a redução na quantidade de frutos e o impacto negativo sobre a população desses macacos.

Relatos como estes demonstram que a conservação do meio ambiente passa necessariamente pela proteção dos agentes polinizadores. E as abelhas são os polinizadores mais importantes que temos. Preservar as abelhas é fundamental!

Nesta página estão disponíveis informações sobre abelhas africanizadas e também sobre abelhas-sem-ferrão.  Neste espaço você poderá acessar publicações, projetos, imagens e vídeos sobre os trabalhos da Embrapa com Apicultura e Meliponicultura.