Projetos

Demanda hídrica, manejo de irrigação e fertirrigação na cultura da cana-de-açúcar

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: NUNES, Saulo Coelho

Este projeto buscou a definição da demanda hídrica, sob aspersão de pivô central, e do manejo da irrigação e da fertirrigação, sob gotejamento subsuperficial, na microrregião de Teresina, PI, para maximização da produtividade de colmos, açúcar e álcool da cana-de-açúcar. O estudo foi conduzido em parceria com a Usina COMVAP – Açúcar e Álcool Ltda. A demanda hídrica foi determinada com o auxílio de uma torre de balanço de energia instalada em um talhão comercial, variedade RB867515, na Usina COMVAP. A produtividade máxima de colmos (207,4 Mg/ha) foi alcançada com a aplicação de 1.154,0 mm de água (irrigação mais precipitação), associada a 114,2 kg/ha de N (uréia) e 60,1 kg/ha de K2O (cloreto de potássio). A máxima produtividade de açúcar (25,3 Mg/ha) e de álcool (20,0 m3/ha) foi obtida com 1.154,0 mm, associada à aplicação dos níveis de 90,0 kg/ha de N (uréia) e de 60,0 kg/ha de K2O (cloreto de potássio). A evapotranspiração média diária da cultura (ETc) da cana-de-açúcar, cultivar RB867515, foi igual a 5,13, 5,32 e 5,37 mm, nas fases II (rápido crescimento), III (máximo desenvolvimento) e IV (maturação fisiológica), respectivamente, com média de 5,31 mm/dia ao longo do ciclo. O coeficiente de cultura (Kc) foi igual a 0,9, na fase I (61 aos 178 dias após o corte – DAC); 1,32, na fase II (189 a 360 DAC) e 0,82 na fase IV (361 a 498 DAC), os quais foram superiores aos recomendados pelo Boletim FAO – 56. A adoção desses resultados pelos produtores permitirá o alcance de elevadas produtividades de colmos, açúcar e álcool, com economia de água e fertilizantes, reduzindo os impactos da atividade sobre o meio ambiente.


Situação: concluído Data de Início: 08/2008 Data de Finalização: 07/2010

Unidade Lider: Embrapa Meio-Norte

Líder do Projeto: Aderson Soares de Andrade Junior

Contato: aderson.andrade@embrapa.br

Galeria de imagens