Sistema de Produção

Publicações

Recomendações técnicas para o processamento da tilápia.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Autoria: MACIEL, E. da S.; GALVÃO, J. A.; ARRUDA, L. F. de; SAVAY-DA-SILVA, L. K.; ANGELINI, M. F. C.; OETTERER, M.

Resumo: A tilápia nilótica (Oreochromis niloticus) é uma espécie bastante promissora quanto ao cultivo e deve garantir a disponibilidade de pescado em qualquer região do Brasil. Foi introduzida no Brasil em 1971, em açudes do Nordeste, e difundiu-se para todo o País. Seu cultivo está crescendo rapidamente, em função da sua rusticidade, da possibilidade de seu cultivo com baixos níveis de proteínas das rações, das elevadas taxas de crescimento que podem ser obtidas em diferentes regimes de criação, inclusive em altas densidades, da elevada resistência a doenças, da sua boa aceitação no mercado, em virtude da qualidade de sua carne, da excelente textura e paladar, do rendimento na filetagem e da ausência de espinhos intramusculares em seu filé. Em apenas três anos, sua produção dobrou e hoje, produz-se, aproximadamente, 132 mil de toneladas/ano. Desse modo, este documento vai tratar exclusivamente da elaboração de um programa de rastreabilidade e das tecnologias aplicadas à depuração, desenvolvimento de produtos e embalagens e elaboração de coprodutos que contribuam para o estabelecimento da tilapicultura brasileira. Esse manual foi baseado nas pesquisas desenvolvidas pela equipe do GETEPE - Grupo de Estudos e Extensão em Inovação Tecnológica e Qualidade do Pescado da ESALQ-USP, com apoio da Embrapa, por meio do projeto AQUABRASIL.

Ano de publicação: 2012

Tipo de publicação: Livros