Livros sobre a História da Agricultura

Depois de mais de quatro décadas a serviço da pesquisa agropecuária nacional, a Embrapa busca agora resgatar sua memória como patrimônio de todos nós, brasileiros. Ainda que não enfoquem, especificamente, a trajetória memorialística da Empresa, as publicações aqui disponíveis a isso se relacionam e, portanto, contribuem também para preservar o legado histórico de nossa Empresa.

 

Origem e evolução de plantas cultivadas

Escrito por um grande grupo de autores de diferentes Unidades de pesquisa da Embrapa, de universidades e de outras instituições, este livro enfoca a origem e a evolução de diversas espécies de plantas (cereais, leguminosas, hortaliças, frutas, oleaginosas, ornamentais, forrageiras, entre outras, hoje bastante conhecidas e utilizadas em diferentes partes do mundo); destina-se a pesquisadores, a professores, a estudantes e a demais interessados no tema; e, por fazer  com que o leitor viaje através do tempo, e por lugares distantes, além de técnico-científico é também de cunho memorialístico.

BARBIERI, Rosa Lia; STUMPF, Elizabeth Regina Tempel (Ed.). Origem e evolução de plantas cultivadas. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2008. 909 p.

O livro impresso pode ser adquirido na Livraria Embrapa.

 

Agricultura Tropical: quatro décadas de inovações tecnológicas institucionais e políticas - Volume 1 - Produção e produtividade agrícola

As bases desta coletânea foram estabelecidas a partir de um workshop internacional sobre o desenvolvimento da agricultura tropical (IWTA), realizado entre os dias 17 e 19 de julho de 2006, em Brasília, DF, pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e pelo Grupo Consultivo em Pesquisa Agrícola Internacional (CGIAR).

O primeiro volume da coletânea, dividido em quinze partes, resgata a memória das conquistas alcançadas nos últimos quarenta anos relativas à produção vegetal e à criação animal. Trata-se de uma visão abrangente sobre o tema que aborda de maneira crítica a história e o desempenho da agricultura brasileira, com destaque para as observações quanto aos problemas contemporâneos e as propostas de ações que visam solucioná-los.

ALBUQUERQUE, Ana C. Sagebin; SILVA, Aliomar Gabriel da. (Ed.). Agricultura tropical: quatro décadas de inovações institucionais e políticas. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2008. v. 1: Produção e produtividade agrícola. 1.337 p. v. 2: Utilização sustentável dos recursos naturais. 700 p.

 

Mocambo: diversidade e dinâmica biológica da área de pesquisa ecológica do Guamá (Apeg)

Representando um esforço conjunto de vários autores para expor, entre outros aspectos, a história e a evolução da Área de Pesquisa Ecológica do Guamá, PA, instituída durante a década de 1960 pelo então Instituto de Pesquisa e Experimentação Agronômica do Norte (IPEAN), hoje, Embrapa Amazônia Oriental, o livro traz desde resumos referentes aos trabalhos de pesquisa anteriormente publicados, até textos sobre os personagens envolvidos diretamente na construção dessa história.

GOMES, Joaquim Ivanir; MARTINS, Marlúcia Bonifácio; MARTINS-DA-SILVA, Regina Célia Viana; ALMEIDA, Samuel Soares Almeida. (Ed.). Mocambo: diversidade e dinâmica biológica da área de pesquisa ecológica do Guamá (Apeg). Belém, PA : Museu Paranaense Emílio Goeldi: Embrapa Amazônia Oriental, 2007. 454 p.

O livro pode ser adquirido na Livraria Embrapa.

 

Sociedade Brasileira de Ciência do Solo - Um olhar sobre sua história

Esta obra reflete a visão do autor sobre a SBCS como uma homenagem aos seus 60 anos de existência. Luiz Bezerra de Oliveira teve o privilégio de participar de quase todos os eventos realizados por essa instituição, ocupando por três vezes o cargo de presidente da entidade científica. O principal objetivo do autor foi o de reunir informações, fatos, mudanças e desafios enfrentados pela sociedade da qual participou por cinco décadas.

OLIVEIRA, Luiz Bezerra de. Sociedade Brasileira de Ciência do Solo: um olhar sobre sua história. Recife : Ed. do Autor, 2007. 195 p.

Com tiragem limitada, esta obra não está disponível para venda.

 

Evolução do uso da terra do Engenho Murutucu: história, geografia e ecologia

Inaugurado em 7 de outubro de 1940, pelo então presidente Getúlio Vargas, o Instituto Agronômico do Norte seria o "embrião" do que viria a ser a Embrapa Amazônia Oriental, fato esse que despertou nos autores determinado anseio por abordar, além da perspectiva ecológico proposta neste livro, questões histórico-geográficas que envolviam a contextualização da Unidade. A criação deste Instituto significa, em múltiplos sentidos, um marco da pesquisa agrícola na Amazônia.

 

WATRIN, Orlando dos Santos; HOMMA, Alfredo Kingo Oyama. Evolução do uso da terra do Engenho Murutucu: história, geografia e ecologia. Belém, PA : Embrapa Amazônia Oriental, 2007. 52 p.

 

 

O homem, o tempo e o espaço em terras de reforma agrária

Os princípios norteadores desta publicação têm base no anseio pelo entendimento do ser humano como principal agente da reforma agrária, contextualizando historicamente uma das questões mais controversas não só em nosso país como em várias outras localidades do mundo.

As reflexões dos autores passam pelas experiências de reforma agrária em Cuba, Itália e Japão e por trabalhos desenvolvidos em parceria com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) e a Universidade Federal de Viçosa (UFV) na fazenda Quebra Anzol – hoje Projeto de Assentamento Quebra Anzol –, Município de Serra do Salitre, MG. A história e os registros da memória dos moradores do assentamento também ganham espaço no livro, o que permite compreender um pouco melhor o anseio particular e ao mesmo tempo coletivo da classe trabalhadora rural excluída dos processos de modernização agrária. 

VILELA, Marina de Fátima. (Ed.). O homem, o tempo e o espaço em terras de reforma agrária. Planaltina, DF: Embrapa Cerrados, 2007. 98 p.

O livro impresso pode ser adquirido na Livraria Embrapa.

 

Animais do descobrimento: raças domésticas da história do Brasil

Originalmente lançado no contexto das comemorações dos 500 anos do Brasil, além de fazer um apanhado histórico da importância dos animais domésticos na arte e na cultura, o livro procura delinear a adaptação e desenvolvimento durante os últimos cinco séculos daqueles que foram trazidos principalmente da península ibérica.

Nesta segunda edição os autores ampliam as análises referentes à adaptação e ao processo de seleção natural ao qual as raças que chegaram à América portuguesa foram submetidas, bem como às características únicas que aqueles animais que melhor se adaptaram aos diferentes ecossistemas brasileiros adquiriram no decorrer de todo esse tempo.

MARIANTE, Arthur da Silva; CAVALCANTE, Neusa. Animais do descobrimento: raças domésticas da história do Brasil. 2. ed. Brasília, DF: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, 2006. 274 p.

O livro pode ser adquirido na Livraria Embrapa.

 

Da monocultura ao agribusiness: a história da Sociedade Nacional de Agricultura

A presente obra é um relato histórico da centenária Sociedade Nacional de Agricultura (SNA). As interferências da SNA, no tocante aos debates de interesse nacional relacionados à agricultura e a história econômica do país são o foco central do livro.

Desde 1897 a Instituição vem buscando o aprimoramento técnico de nossa agricultura. As evoluções científicas, políticas e técnicas do setor agrícola são narradas na obra com clareza, concisão e objetividade, fazendo com que o leitor possa compreender desde as formas de organização até os métodos e objetivos das adaptações criadas para atender as condições brasileiras no que concerne à política econômica e agrícola do país.

DA MONOCULTURA ao agribusiness: a história da Sociedade Nacional de Agricultura. Brasília, DF : Sociedade Nacional de Agricultura: Embrapa Informação Tecnológica, 2005. 141 p.

O livro pode ser adquirido na Livraria Embrapa.

 

História da agricultura na Amazônia: da era pré-colombiana ao terceiro milênio

De autoria de Alfredo Kingo Oyama Homma, a obra "História da agricultura na Amazônia: da era pré-colombiana ao terceiro milênio" é considerada referência quando o tema é o futuro da região amazônica com base no conhecimento do passado. Dessa forma, a Embrapa Amazônia Oriental (Belém-PA) cumpre importante tarefa no sentido de enfrentar os desafios de promover o desenvolvimento sustentável dessa região estratégica para o Brasil e para o mundo.

Cronológica e sinteticamente, o livro relaciona os principais fatos, personagens, conquistas científicas, inovações tecnológicas, movimentação de recursos genéticos, instituições e políticas públicas que marcaram a história da agricultura na região amazônica. O conteúdo facilita ao leitor ter uma percepção da influência dos fatos históricos no atual estágio de desenvolvimento regional.

Os seis infográficos que acompanham a obra valorizam ainda mais - por conterem linhas do tempo fartamente ilustradas - o minucioso trabalho de coleta e organização de dados históricos feito pelo autor ao longo de sua vida profissional.

HOMMA, Alfredo Kingo Oyama. História da Agricultura na Amazônia: da era pré-colombiana ao terceiro milênio. Brasília, DF : Embrapa Informação Tecnológica, 2003. 274 p.

O livro pode ser adquirido na Livraria Embrapa.

 

Camponeses do sertão: mutação das agriculturas familiares no nordeste do Brasil

Conduzidas pela Embrapa Semi-Árido e pelo Cirad-tera, com o apoio do Ministério dos Assuntos Exteriores da França, as pesquisas realizadas entre os anos de 1987 e 1997 foram o ponto de partida para a elaboração desta publicação.

A partir de uma abordagem histórica e geográfica da problemática que envolve a agricultura familiar no nordeste brasileiro desde suas origens, o livro divide-se em três partes nas quais os autores exploram as mutações técnicas, econômicas e sociais que se operam na região, para assim atribuir o justo valor às diversas questões que estão contidas no seio da agricultura familiar do nordeste de nosso país.

CARON, Patrick ; SABOURIN, Eric (Ed.). Camponeses do sertão: mutação das agriculturas familiares no nordeste do Brasil. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2003. 293 p.

O livro pode ser adquirido na Livraria Embrapa.

 

Amazônia: meio ambiente e desenvolvimento agrícola

O conjunto de 14 artigos selecionados para constituir o livro editado por Alfredo Kingo Oyama Homma tem como principal foco o processo de desenvolvimento ao longo da história na Amazônia, relacionando espaço e tempo dentro de um agrupamento de vários aspectos, que procuram enfocar tópicos relacionados com o desenvolvimento agrícola na região.

Trata-se, portanto, de tentar compreender as várias experiências socioeconômicas por quais a região passou, entendendo a Amazônia como objeto de interesse internacional, sem deixar de lado a esfera social local, tratando também da contribuição de instituições, como a Embrapa e a Sudam, para com a melhora da política agrícola, visando diminuir a pressão sobre o bioma local.

HOMMA, Alfredo Kingo Oyama (Ed.). Amazônia: meio ambiente e desenvolvimento agrícola. Brasília, DF : Embrapa–Serviço de Produção de Informação, 1998. 386 p.

1999 - *Prêmio Jabuti, 2º lugar na categoria Ciências Naturais e Medicina* conferido pela Câmara Brasileira do Livro.

O livro impresso pode ser adquirido na Livraria Embrapa.

 

Dos raios X à bomba atômica: os 50 anos que mudaram o mundo

A física não é apenas uma sequência de descobertas brilhantes, mas vitórias alternadas por fracassos e proezas feitas por pessoas geralmente geniais, mas que, como todos os seres humanos, têm virtudes e defeitos. É assim que o professor Roberto Cesareo, do Instituto de Matemática e Física da Universidade de Sassari, Itália, descreve a trajetória da física no século 20. Para contar os 50 anos de história da física mundial, esta obra apresenta o que está por trás de grandes descobertas e de seus descobridores, começando em 1845 com os raios X descobertos pelo físico alemão Wilhelm Conrad Röntgen e culminando com a explosão da bomba atômica em Hiroshima, no final da Segunda Guerra Mundial, em 1945.

CESAREO, Roberto. Dos raios X à bomba atômica: os 50 anos que mudaram o mundo. Brasília, DF : Embrapa Informação Tecnológica, 2010. 543 p.

O livro impresso pode ser adquirido na Livraria Embrapa.

 

Novos ângulos da história da agricultura no Brasil

Uma grande trajetória tendo como fio condutor a linha do tempo com os principais marcos que determinaram o desenvolvimento agrícola brasileiro. É assim que os autores deste livro narram a história da agricultura brasileira sob novos ângulos. A obra é rica em ilustrações, entre as quais a obra Café, de Cândido Portinari, fac-símiles de documentos históricos, mapas e fotos antigas, como a de um acampamento da Comissão Exploradora do Planalto Central, a Missão Crulls, de 1892/92, e ilustrações científicas, entre elas a de Zacharias Waneger, membro da comitiva de Maurício de Nassau. O livro Novos ângulos da história da agricultura no Brasil busca facilitar o entendimento sobre por que estamos, onde estamos e por que somos o que somos.

REIFSCHNEIDER, Francisco José Becker; HENZ, Gilmar Paulo; RAGASSI, Carlos Francisco; ANJOS, Uander Gonçalves dos; FERRAZ Rodrigo Montalvão. Novos ângulos da história da agricultura no Brasil. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2010. 112 p.

O livro impresso pode ser adquirido na Livraria Embrapa.

 

Memórias formosas: a trajetória de uma variedade de mandioca da seleção à avaliação de impactos

Esta obra memorialística resgata a trajetória de uma variedade de mandioca, a Formosa, resistente a doenças como a bacteriose, e conquistou a preferência dos agricultores do Centro-Sul baiano. Formosa resulta da união de esforços entre equipes multidisciplinares de pesquisa da Embrapa Mandioca e Fruticultura, da Embrapa Cerrados e da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA). Esse trabalho árduo, iniciado em 1997, contou também com a participação decisiva dos agricultores familiares na seleção da variedade Formosa e na revitalização da cultura nos municípios atingidos pela doença.

ALMEIDA, Clovis Oliveira de; FUKUDA, Wânia Maria Gonçalves (Ed.). Memórias formosas: a trajetória de uma variedade de mandioca da seleção à avaliação de impactos. Cruz das Almas : Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical, 2010. 88 p.

O livro pode ser adquirido na Livraria Embrapa.

 

IPEANE: uma história da pesquisa agropecuária no nordeste do Brasil

Os autores contam não somente a história da pesquisa no Instituto de Pesquisas Agropecuárias do Nordeste (IPEANE), mas também relatam aspectos estimulantes do passado, como a transição IPEANE - Embrapa e o legado deste Instituto, compreendendo o acervo técnico, as áreas experimentais e as construções civis atualmente ocupadas como sedes de pesquisa da Embrapa e das Organizações Estaduais de Pesquisa Agropecuária , ou como sede do Comando Militar do Nordeste até como residência particular. O livro nos transporta ao passado, visitando lugares e pessoas, pesquisadores e seus familiares, que tiveram participação e realizações no percurso de várias décadas de existência do IPEANE e, portanto, nas origens da pesquisa agrícola no Brasil.

OLIVEIRA, L. B. de; SILVA JUNIOR, J. F. da; SILVA, M. S. L. da. IPEANE: uma história da pesquisa agropecuária no nordeste do Brasil. Rio de Janeiro : Embrapa Solos; Aracaju: Embrapa Tabuleiros Costeiros, 2011. 108 p.

O livro pode ser adquirido na Livraria Embrapa.

 

Estação experimental Cascata: 75 anos de pesquisa

 

O livro revela os 75 anos de trajetória da Estação Experimental Cascata e sua contribuição para a pesquisa agropecuária. O relato da  história de criação e consolidação da estação, situada em Pelotas (RS), está  associado às histórias das pessoas que ajudaram a construí-la,  os quais, algumas vezes folclóricos, outras vezes cômicos e também tristes registram os fatos mais importantes dos 75 anos de vida da Estação Experimental Cascata e as pegadas daqueles que por lá passaram.

VETROMILLA, Elvira Maria Monks. Estação experimental Cascata: 75 anos de pesquisa. Brasília, DF: Embrapa, 2013. 147 p. il.

O livro pode ser adquirido na Livraria Embrapa.

 

O mundo rural no Brasil do século 21: a formação de um novo padrão agrário e agrícola

A história da agricultura mundial no último meio século tem sido, sobretudo, a história de transformações produtivas, impulsionadas pela ciência e pela intensificação tecnológica, e a resultante expansão da capacidade produtiva, pari passu com o crescimento da demanda de alimentos. Nesse período, afirmou-se um arranjo tecnológico que atendeu aos interesses dos produtores e dos demais atores envolvidos, e que a literatura, a seu tempo, intitulou de "agricultura moderna", padrão que gradualmente foi disseminado nas regiões agrícolas do mundo, inicialmente na Europa e posteriormente em outras regiões. Esse pioneiro impulso tecnológico transformou radicalmente as agriculturas de diversos países, inclusive as de muitas regiões agrícolas do Brasil, fomentando a modernização da atividade a partir do final dos anos 1960.
   
BUAINAIN, A. M.; ALVES, E.; SILVEIRA, J. M. da; NAVARRO, Z. (Ed.). O mundo rural no Brasil do século 21: a formação de um novo padrão agrário e agrícola. Brasília, DF: Embrapa, 2014 .

1.182 p.

O livro impresso pode ser adquirido na Livraria Embrapa.