Publicações

Expansão geográfica da agricultura irrigada por pivôs centrais na Região do Matopiba entre 1985 e 2015.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Autoria: LANDAU, E. C.; GUIMARAES, D. P.; SOUSA, D. L. de

Resumo: Foram mapeadas as áreas irrigadas por pivôs centrais em 1985, 1990, 1995, 2000, 2005, 2010 e 2015 na Região do Matopiba, através da identificação visual, com base no mosaico formado por imagens dos satélites Landsat 4, 5, 7 e 8, exibidos no programa Google Earth. Foi identificada expansão significativa da área irrigada por pivôs centrais no período, tendo passando de 13 para 1.548 pivôs entre 1985 e 2015, em que a área irrigada aumentou de 1.418 ha para 160.172 ha. Mais da metade dos pivôs tem se concentrado na Microrregião de Barreiras e Santa Maria da Vitória, no oeste do Estado da Bahia, na Bacia do Médio Rio São Francisco. Os municípios com maior densidade e área relativa ocupada por pivôs centrais têm sido Barreiras/BA, Luís Eduardo Magalhães/BA, São Félix do Coribe/BA e São Desidério/BA. Foram também os municípios que apresentaram maior tendência de aumento da área irrigada por pivôs centrais no período analisado. Nos Estados do Tocantins, Piauí e Maranhão, os municípios com maior área relativa ocupada por pivôs centrais foram, respectivamente, Pedro Afonso/TO, Guadalupe/PI e Riachão/MA. A Região é considerada de grande interesse para expansão da fronteira agrícola do país. Apesar do benefício potencial da irrigação, possibilitando o aumento da produção agrícola do país, estratégias para promover o aumento da produção agrícola irrigada devem considerar restrições relacionadas com a destinação prévia de áreas para outros fins e a disponibilidade, qualidade e conflitos de uso da água das bacias hidrográficas em que estão inseridas. Ações estimulando a melhoria da qualidade da água, conservação de nascentes e Áreas de Preservação Permanente, bem como o uso eficiente dos recursos hídricos, contribuirão para a melhoria da qualidade e quantidade de água disponível, sendo fundamentais para a sustentabilidade e expansão da agricultura irrigada na Região.

Ano de publicação: 2016

Tipo de publicação: Folhetos