Publicações

Armazenamento de grãos em Mato Grosso: observações técnicas sobre Etapa Milho do V Circuito Tecnológico.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Autoria: PIMENTEL, M. A. G.; MENDES, S. M.; OLIVEIRA, I. R. de; SILVA, A. F. da

Resumo: A cada nova safra, o Estado de Mato Grosso amplia sua participação na produção nacional de milho, especialmente de segunda safra (safrinha). Tal situação é favorecida pela adoção de novas tecnologias e condições climáticas mais adequadas, especialmente quanto ao maior regime de chuvas observado no período de desenvolvimento da cultura. No entanto, este cenário, de recordes crescentes de produção de milho em regiões tradicionais de plantio, associado à abertura de novas áreas, pode trazer consigo alguns ônus para os produtores, tais como a falta de infraestrutura que seja capaz de atender a velocidade de crescimento ano após ano. Com o objetivo de compreender e analisar o cenário atual de produção do estado, e atender às demandas dos produtores, a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (AprosojaMT) em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), estiveram em pesquisa de campo, durante o período de segunda safra em 2018, para um levantamento de dados, em especial em relação ao armazenamento e à classificação de grãos. Os resultados disponibilizados apresentam importante contribuição diante da carência de informações referentes às etapas de pós-colheita de grãos, especialmente em relação à estrutura de armazenagem, capacidade estática e práticas adotadas pelos produtores. O trabalho em campo, também, traz informações a respeito dos problemas enfrentados em relação à classificação de grãos e às principais limitações para a comercialização pelos produtores. A captação destas informações auxilia na implementação de políticas públicas, e lança luz sob aspectos carentes de assistência agronômica, principalmente, nas etapas subsequentes à colheita. O trabalho está relacionado ao Objetivo de Desenvolvimento Sustentável nº 12 “Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis”, pois apresenta informações técnicas obtidas em estudo prospectivo realizado no estado com maior produção de milho no país, Mato Grosso, e apresenta informações possíveis de uso em políticas públicas, programas de transferência de tecnologia e orientações técnicas adequadas a realidade de cada região do estado. Os objetivos da publicação são reduzir as perdas na pós-colheita causadas pelos insetos, fungos e micotoxinas, manter a qualidade dos grãos colhidos, aumentar a rentabilidade do produtor e contribuir com práticas mais sustentáveis na etapa de pós-colheita de grãos.

Ano de publicação: 2019

Tipo de publicação: Folhetos