Publicações

Viabilidade técnica e econômica do Biomaphos® (Bacillus subtilis CNPMS B2084 e Bacillus megaterium CNPMS B119) nas culturas de milho e soja.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Autoria: OLIVEIRA, C. A.; COTA, L. V.; MARRIEL, I. E.; GOMES, E. A.; SOUSA, S. M. de; LANA, U. G. de P.; SANTOS, F. C. dos; PINTO JUNIOR, A. S.; ALVES, V. M. C.

Resumo: O Brasil tem destaque na área plantada e na produção de milho e soja, que se concentra na região dos Cerrados, onde os solos são predominantemente ácidos, pobres em nutrientes, com ênfase no fósforo (P). A equipe da Embrapa Milho e Sorgo vem pesquisando e selecionando microrganismos solubilizadores de fosfato há quase 20 anos. Resultados destes anos de pesquisa culminaram com o desenvolvimento do produto comercial BiomaPhos®. Este trabalho teve como objetivo a realização de uma análise da viabilidade técnica e econômica da aplicação do BiomaPhos® no rendimento das culturas do milho e soja em diferentes regiões produtoras do País, para fins de recomendação agrícola e expansão de seu uso. Os experimentos foram conduzidos em áreas de produção comercial de milho e soja nos estados da Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Para a cultura do milho, em todos os locais a produção de grãos foi maior nas áreas inoculadas. Considerando todos os locais de avaliação, o ganho médio de produção foi de 8,6% e média de 11,9 sacas/ha, e o custo médio da aplicação foi 1,7 sc/ ha de milho. Para a cultura da soja, em todas as lavouras, a produção foi maior na área inoculada. Considerando todos os locais de avaliação, o ganho médio foi de 6,3% e os ganhos médios foram de 4,3 sacas/ha. O custo médio da aplicação do inoculante foi 0,7 sc/ha de soja. A aplicação do inoculante BiomaPhos® na dose 100 mL/ha na semente resultou em ganhos significativos de produção nas culturas do milho e da soja. Os ganhos médios com a aplicação do produto foram 7 e 6,1 vezes o custo de aplicação, no milho e na soja, respectivamente. A publicação representa uma contribuição para atingir a meta ODS 12, que visa garantir sistemas sustentáveis de produção de alimentos e implementar práticas agrícolas resilientes, que aumentem a produtividade e a produção, que ajudem a manter os ecossistemas, que fortaleçam a capacidade de adaptação às mudanças climáticas, às condições meteorológicas extremas, secas, inundações e outros desastres, e que melhorem progressivamente a qualidade da terra e do solo.

Ano de publicação: 2020

Tipo de publicação: Folhetos