A pesquisa agropecuária nacional é forte aliada do Brasil e do Planeta no alcance das metas da Agenda 2030, estabelecida em 2015 pelas Nações Unidas. Ao gerar conhecimentos e ativos tecnológicos para a sustentabilidade da agropecuária brasileira,a Embrapa vinculou sua atuação, direta ou indiretamente, a todos os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) foram estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2015 e compõem uma agenda mundial para a construção e implementação de políticas públicas que visam guiar a humanidade até 2030.

A agenda contempla um plano de ação internacional para o alcance dos 17 ODS, desdobrados em 169 metas, que abordam diversos temas fundamentais para o desenvolvimento humano, em cinco perspectivas: pessoas, planeta, prosperidade, parceria e paz. 

Aqui você poderá entender como nosso trabalho se vincula a cada um dos 17 ODS. Também verá que a produção de alimentos alinhada à geração de inovação sustentável no campo contribui para a melhoria da qualidade de vida das pessoas, para a redução do preço da cesta básica e para a exportação de produtos brasileiros, o que movimenta a economia e traz recursos para o País.

A Embrapa nos ODS

O compromisso brasileiro com os ODS foi definido pelo Decreto número 8.892/2016, que criou a Comissão Nacional para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e estabeleceu que as instituições públicas devem fazer a vinculação entre as metas do Plano Plurianual (PPA) 2016-2019 e as metas e indicadores dos ODS. Tudo será auditado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) com base nos indicadores nacionais estabelecidos.

A coordenação da estratégia de alinhamento e o acompanhamento das ações da Embrapa em relação aos ODS está sob a responsabilidade da Secretaria de Inteligência e Macroestratégia (SIM), com a participação de várias Unidades Centrais. Como alimentação e agricultura tem relação com praticamente todos os ODS, a Embrapa realizou ampla avaliação de toda a sua programação de pesquisa e inovação agropecuária, mapeando interfaces e sinergias com os ODS e suas metas.  O trabalho partiu do mapeamento de como os Eixos de Impacto e os 12 Objetivos Estratégicos expressos no VI Plano Diretor da Embrapa se relacionam com os 17 ODS. 

Evidenciar o alinhamento do seu trabalho ao compromisso internacional com os ODS é uma maneira de a Embrapa prestar contas à sociedade e mostrar como poderemos ajudar a erradicar a pobreza no Brasil em todas as suas formas, contribuindo com alternativas que poderão também ser adotadas em várias partes do mundo.

Os cinco eixos de impacto do VI Plano Diretor da Embrapa, conforme a figura ao lado, têm alinhamento claro com todos os ODS. Os eixos de impacto referem-se às principais transformações que a Embrapa espera alavancar na agricultura e na sociedade brasileira com a execução de seu Plano Diretor no período 2014-2034.

Os 12 Objetivos Estratégicos estabelecidos no VI Plano Diretor da Embrapa-PDE, que representam os direcionamentos para se chegar às transformações desejadas também estão alinhados com a Agenda 2030, como representado na figura.

Vídeo

Assista ao lado a edição do programa Conexão Ciência, produzido pela Embrapa e NBR sobre os ODS. Clique no botão e veja mais vídeos produzidos pela Empresa.

Mais vídeos

Conexão Ciência

Embrapa e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

No programa, a pesquisadora da Embrapa Daniela Lopes fala sobre a relação da pesquisa agropecuária com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável estabelecidos pela ONU em 2015.

Objetivos Estratégicos da Embrapa e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Objetivo Estratégico 1

Objetivo Estratégico 1

Desenvolver conhecimentos e tecnologias para o adequado manejo e aproveitamento sustentável dos biomas brasileiros.

  • Alinhado com ODS:1,2,3,6,12,14,15 
Objetivo Estratégico 2

Objetivo Estratégico 2

Desenvolver conhecimentos e tecnologias e viabilizar soluções para ampliar a resiliência e a plasticidade dos ecossistemas nativos e dos sistemas de produção agropecuários, bem como ampliar a capacidade de adaptação da agricultura diante das mudanças climáticas.

  • Alinhado com ODS:1,2,13
Objetivo Estratégico 3

Objetivo Estratégico 3

Ampliar a base de conhecimentos e a geração de ativos que acelerem o desenvolvimento e a incorporação aos sistemas agroalimentares e agroindustriais de soluções avançadas baseadas em ciências e tecnologias emergentes.

  • Alinhado com ODS: 2,3,7,8,9,12
Objetivo Estratégico 4

Objetivo Estratégico 4

Desenvolver, adaptar e disseminar conhecimentos e tecnologias em automação, agricultura de precisão e tecnologias da informação e da comunicação para ampliar a sustentabilidade dos sistemas produtivos e agregar valor a produtos e  processos da agropecuária.

  • Alinhado com ODS: 1,2,5,8,9
Objetivo Estratégico 5

Objetivo Estratégico 5

Promover e fortalecer PD&I para segurança biológica e defesa zoofitossanitária da
agropecuária e produção florestal e aquícola brasileira.

Alinhado com ODS: 2,13,15

Objetivo Estratégico 6

Objetivo Estratégico 6

Desenvolver sistemas de produção inovadores capazes de aumentar a produtividade agropecuária, florestal e aquícola, com sustentabilidade.

  • Alinhado com ODS: 1,2,6,13,14,15
Objetivo Estratégico 7

Objetivo Estratégico 7

Promover o avanço do conhecimento e soluções tecnológicas com foco na ampliação das contribuições da pesquisa agropecuária para a integração entre alimento, 
nutrição e saúde.

  • Alinhado com ODS: 1,2,3,12
Objetivo Estratégico 8

Objetivo Estratégico 8

Gerar ativos de inovação agrícola baseados no uso de biocomponentes, substâncias e rotas tecnológicas que contribuam para o desenvolvimento de novas bioindústrias com foco em energia renovável, química verde e novos materiais.

  • Alinhado com ODS: 3,7,9,12
Objetivo Estratégico 9

Objetivo Estratégico 9

Apoiar o aprimoramento e a formulação de estratégias e políticas públicas, a partir de análises e estudos alinhados às necessidades do mercado e do desenvolvimento rural.

  • Alinhado com ODS: 1,2,8,9,13,14,15
Objetivo Estratégico 10

Objetivo Estratégico 10

Gerar conhecimentos e tecnologias e propor estratégias, localmente adaptadas, que contribuam para a inclusão produtiva da agricultura familiar.

  • Alinhado com ODS: 1,2,14,15
Objetivo Estratégico 11

Objetivo Estratégico 11

Gerar conhecimentos e tecnologias que promovam inovações gerenciais para tratar com eficiência, eficácia e efetividade a crescente complexidade e multifuncionalidade 
da agricultura.

  • Alinhado com ODS: 2,5,6, 8, 12, 15
Objetivo Estratégico 12

Objetivo Estratégico 12

Desenvolver e disseminar produtos de informação e estratégias de comunicação que contribuam para a valorização da pesquisa agropecuária e para a ampliação do suporte da sociedade à agricultura brasileira.

  • Alinhado com ODS: 2,4, 5, 6, 12, 13