Qualidade do solo e estoques de carbono sob ILP no Tocantins

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: ARAUJO, Clenio

Entre os maiores entraves para o aumento da fertilidade dos solos e da produtividade das culturas agrícolas no estado do Tocantins, estão o baixo aporte de resíduos orgânicos ao solo, as altas temperaturas e as chuvas de alta intensidade concentradas num período de seis meses (novembro a abril) que limitam o aumento ou mesmo reduzem o teor de matéria orgânica do solo – e, consequentemente, o de carbono orgânico do solo. Neste sentido, sistemas integrados de produção, como a integração lavoura-pecuária-floresta, em qualquer de suas combinações possíveis, colaboram para conferir sustentabilidade ao sistema produtivo em regiões tropicais. O presente projeto será desenvolvido na Fazenda Brejinho, em Pedro Afonso-TO, que abrange uma das principais áreas de produção de grãos (especialmente soja, milho e sorgo) e de pastagem no estado. Os objetivos são: caracterizar o sistema de integração lavoura-pecuária praticado na fazenda sob a ótica da qualidade do solo; propor, através da modelagem da matéria orgânica do solo, cenários de manejo alternativos mais adequados em médio e longo prazos para as condições dos solos estudados visando à manutenção e ao aumento dos estoques de carbono orgânico do solo dos mesmos; e identificar indicadores de sustentabilidade da produção agropecuária para condições tropicais relacionados aos atributos de solo que serão estudados.

Ecossistema: Região dos Cerrados

Situação: concluído Data de Início: 12/2013 Data de Finalização: 09/2016

Unidade Lider: Embrapa Pesca e Aquicultura

Líder de projeto: Elisandra Solange Oliveira Bortolon

Contato: elisandra.bortolon@embrapa.br

Galeria de imagens