Uso do modelo Century para avaliar cenários alternativos de manejo em sistemas integrados de produção no Tocantins

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: ARAUJO, Clenio

O Tocantins faz parte da Amazônia Legal e seu território compreende dois biomas: Cerrado (91% da área do estado); e Amazônico (9%). Juntamente com o Maranhão, o Piauí e o Oeste da Bahia, tem sido considerado a última fronteira agrícola do país, dentro do chamado Matopiba. Por estar em franca ocupação, cresce também o potencial da sua contribuição nas emissões de gases de efeito estufa através da redução dos estoques de matéria orgânica do solo e, consequentemente, de carbono orgânico do solo. Neste contexto, o projeto objetiva calibrar, validar e aplicar o modelo Century (que simula a dinâmica da matéria orgânica do solo) como ferramenta para avaliar cenários de manejo do solo em uso e propor cenários alternativos de médio (até 2023) e longo (até 2050) prazos em sistemas integrados de produção agropecuária sob condições de Cerrado do estado do Tocantins. Áreas sob sistemas integrados de produção agropecuária, em especial o de integração lavoura-pecuária, serão selecionadas nas regiões de Guaraí, Pedro Afonso e Gurupi, que estão entre as principais produtoras de grãos do estado. Nesses sistemas, são enfatizados a manutenção e o aumento dos estoques de carbono orgânico do solo, visando a garantir o aperfeiçoamento contínuo e sustentado de boas práticas de manejo de solo que reduzam a emissão dos gases de efeito estufa.

Ecossistema: Região dos Cerrados

Situação: concluído Data de Início: 01/2015 Data de Finalização: 12/2016

Unidade Lider: Embrapa Pesca e Aquicultura

Líder de projeto: Elisandra Solange Oliveira Bortolon

Contato: elisandra.bortolon@embrapa.br

Galeria de imagens