18/07/13 |   Agricultura familiar

Prosa Rural - Tecnologias inovadoras para expansão da cafeicultura nas regiões de Cerrado

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Julho/2013 - 3ª semana - Região Centro-Oeste/Sudeste

Para cumprir o desafio de produzir café de qualidade no Cerrado brasileiro – que ocupa mais de 200 milhões de hectares, distribuídos nos Estados de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Bahia, Piauí, Maranhão e Distrito Federal - a Embrapa Cerrados (Planaltina – DF), com recursos do Consórcio Pesquisa Café, cujo programa de pesquisa é coordenado pela Embrapa Café (Brasília – DF), juntou esforços em projetos multidisciplinares e desenvolveu tecnologias inovadoras para essa região, caracterizada por estiagens prolongadas e solos de baixa fertilidade.

A primeira tecnologia proposta é a irrigação de café com estresse hídrico controlado, que veio para contradizer a ideia segundo a qual a irrigação durante o ano todo faz parte do manejo tradicional de cafeeiros no Cerrado. Essa tecnologia de manejo de água na agricultura irrigada já foi validada não só em experimentos como também em fazendas produtivas de várias regiões brasileiras. "Partimos da teoria de que as necessidades fisiológicas das plantas devem ser respeitadas, caso contrário, tem-se grande variação anual da produtividade, como bienalidade acentuada e desuniformidade na maturação dos frutos, devido à ocorrência de múltiplas floradas", explica o pesquisador e gerente de pesquisa e desenvolvimento da Embrapa Café, Antonio Guerra, A tecnologia além de revolucionar a prática tradicional da irrigação frequente e continuada, garante mais produtividade, mais qualidade e menor custo, sendo alternativa para a sustentabilidade da cafeicultura no Cerrado.

A adubação fostatada em café é outra tecnologia proposta pela embrapa para a produção no Cerrado. Da mesma forma que o estresse hídrico, essa tecnologia também não tinha amparo na literatura científica até então e representou mais uma mudança de ponto de vista. "Hoje, sabe-se que há resposta à adubação de fósforo em cafeeiros e, em geral, essa tecnologia é usada em conjunto com a irrigação, mostrando sinergia. Há também expressivo aumento de produtividade como resposta, mais energia, vigor e sanidade das plantas", adianta Guerra. Além disso, a nova tecnologia questionou o conceito de que a bienalidade do cafeeiro era uma questão intrínseca da planta de café e indicou que é mais uma questão de manejo, sendo possível com práticas agrícolas adequadas reduzir sua intensidade e manter uma produção mais equilibrada, com maior uniformidade na maturação, grãos vigorosos e sadios e um menor custo de produção.

Outra tecnologia que representa mudança de paradigma é o cultivo de braquiária nas entrelinhas dos cafeeiros, um casamento perfeito também realizado pelas pesquisas da Embrapa Cerrados no âmbito do Consórcio Pesquisa Café. "Braquiária e café combinam sim. A braquiária faz a ciclagem de nutrientes, notadamente o fósforo, ajudando na sua disponibilidade para as plantas e o controle de erva daninha diminuindo o requerimento de roçagem e a aplicação de herbicida. Além disso, visivelmente não prejudica a planta e potencializa a multiplicação de micorriza natural, facilitando a absorção de nutrientes, água e produzindo biomassa, o que melhora a qualidade do solo e fixa carbono da atmosfera. É uma tecnologia sustentável", explica Guerra.

Assim, a partir desses três exemplos de tecnologias desenvolvidas por instituições participantes do Consórcio Pesquisa Café, pode-se dizer que, apesar de haver sistemas produtivos atuais nos quais há conhecimentos considerados prontos e definitivos, como é o caso da necessidade de irrigações com alta frequência, a bienalidade na produção do café e a baixa exigência de fósforo dos cafeeiros adultos, o papel da pesquisa é buscar inovação permanente diante dos novos desafios e apontar ainda mais soluções e alternativas para a cafeicultura brasileira.

Saiba mais sobre tecnologias inovadoras para expansão da cefeicultura nas regiões de Cerrado ouvindo o Prosa Rural, o programa de rádio da Embrapa, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. O programa conta com o apoio do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

 

Região Centro-Oeste/Sudeste

 

Antonio Guerra
Embrapa Café / Embrapa Cerrados

Contatos para a imprensa

Telefone: (61) 3448-4010

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Encontre mais notícias sobre:

2013