04/07/11 |   Agroecologia e produção orgânica

Prosa Rural - Novas alternativas de capim para recuperação de pastagens na Amazônia

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Julho/2011 - 1ª semana - Região Norte

A degradação de pastagens está entre os principais problemas enfrentados pela atividade pecuária nos estados amazônicos. Na busca por espécies forrageiras capazes de garantir a longevidade das pastagens e a qualidade alimentar do rebanho na região, a Embrapa Acre (Rio Branco/AC) recomendou duas novas variedades de gramíneas: a grama-estrela-roxa (Cynodon nlemfuensis) e o capim-tangola (Brachiaria arrecta x B. mutica).

Dos mais de 40 milhões de hectares de pastagens cultivadas na Amazônia, metade está degradada ou em processo de degradação motivado por diversos fatores. No Acre, a principal causa do problema é a síndrome da morte do capim-braquiarão, doença que se manifesta principalmente em solos sujeitos ao encharcamento, sendo responsável pela degradação de 55% das pastagens do Estado.

"Isto reduz a capacidade de suporte das pastagens e a produtividade animal nas propriedades, acarretando sérios prejuízos aos produtores. As novas variedades de gramíneas apresentam excelente adaptação às condições de clima e solo da região e, portanto, representam alternativas tecnológicas eficientes para solucionar este problema", explica o pesquisador da Embrapa Acre, Carlos Maurício Soares de Andrade, coordenador da pesquisa e entrevistado do Prosa Rural desta semana.

Utilizada em larga escala na reforma de pastagens, a grama-estrela-roxa apresenta boa agressividade, cobertura do solo e persistência, especialmente quando consorciada com o amendoim forrageiro. "Os níveis de desempenho e produtividade animal, alcançados em propriedades que utilizaram esta tecnologia na formação de pastagens, são excepcionais", afirma Andrade.

De acordo com o pesquisador, o capim-tangola é uma gramínea de alta produtividade e valor nutritivo acima da média das gramíneas tropicais. "Embora sua propagação ocorra exclusivamente de forma vegetativa, se estabelece e se multiplica relativamente rápido, sendo ideal para consórcio com leguminosas como amendoim forrageiro e puerária", diz.

Saiba mais sobre este assunto ouvindo o Prosa Rural desta semana. O Prosa Rural é o programa de rádio da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O programa conta com o apoio do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

Texto: Diva Gonçalves (Mtb-0148/AC)

 

Região Norte

 

Priscila Viudes (DRT 030/MS)
Embrapa Acre

Contatos para a imprensa

Telefone: (68) 3212-3272

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Encontre mais notícias sobre:

2011