Campos Experimentais

Os resultados das pesquisas executadas pela Embrapa Semiárido são gerados, principalmente, em seus quatro campos experimentais. Dois deles são direcionados para pesquisa em agricultura irrigada e dois para a agropecuária dependente de chuva. Os campos estão localizados em regiões semiáridas dos estados de Pernambuco, Bahia e Sergipe.

 

O Campo Experimental de Bebedouro está localizado no Perímetro Irrigado Bebedouro, a 20 km da sede da Embrapa Semiárido e a 40 km do município de Petrolina, PE, na região do Submédio São Francisco. Possui uma área de aproximadamente 97 hectares e tem como principal função servir de base física para o desenvolvimento de pesquisas e geração de tecnologias nas diversas áreas da agricultura irrigada, principalmente na fruticultura, destacando-se as culturas da manga, uva, goiaba, melão e melancia, assim como o melhoramento de culturas anuais. Além destas, estão sendo desenvolvidas pesquisas com a inserção de culturas alternativas para região como maçã, pera, caqui, ameixa, pêssego, citros, entre outras.

O Campo Experimental da Caatinga está localizado na região do Submédio São Francisco, a 42 km do município de Petrolina, PE, onde está instalada também a sede da Embrapa Semiárido. Com um área de aproximadamente 2.067 hectares, tem o objetivo de servir como base física para o desenvolvimento de pesquisas relacionadas à agropecuária dependente de chuva e manejo da Caatinga.

O campo dá suporte a várias atividades de pesquisa e de transferência de tecnologias em diversas áreas do conhecimento. É aberto a visitações, já que apresenta uma série de tecnologias de convivência com o Semiárido, e serve também à realização de treinamentos e capacitações. Nele são mantidos ainda Bancos Ativos de Germoplasmas (BAGs), como o de capim buffel, coleções de trabalho como a de genótipos de plantas do gênero Manihot e de palma forrageira.

Por pertencer a uma unidade com foco eco-regional, o Campo Experimental da Caatinga é utilizado nas mais diversas linhas de pesquisa, absorvendo experimentos nas áreas de produção animal (bovinos, ovinos e caprinos), culturas anuais, melhoramento genético, manejo e preservação de espécies nativas e alternativas de convivência com a seca.

O Campo Experimental de Mandacaru, com uma área de aproximadamente 52 hectares, está localizado no Submédio São Francisco, no Perímetro Irrigado de Mandacaru, no município de Juazeiro, BA, a uma distancia de 64 km da sede da Embrapa Semiárido e a 22 km da cidade de Petrolina, PE.

O campo tem como função servir de base física para o desenvolvimento de pesquisas e geração de tecnologias relacionadas à fruticultura irrigada, principalmente com manga e uva de mesa e vinho, além de trabalhos com culturas anuais, cebola, melão, melancia e cana de açúcar. Neste campo também são mantidos e conservados os Bancos Ativos de Germoplasma de uva e manga, sendo este último o maior do país em número de acessos.

O Campo Experimental de Nossa Senhora da Glória possui uma área de aproximadamente 266 hectares, localizada no município Gracho Cardoso, SE, comarca de Nossa Senhora da Glória, a 500 km da sede da Embrapa Semiárido e a 540 km da cidade de Petrolina, PE.

O campo tem como objetivo servir de base física para o desenvolvimento de pesquisas e geração de tecnologias relacionadas à agropecuária de base agroecológica, tendo como foco os sistemas de produção de leite e de ovinos. Esses sistemas se baseiam em uma infraestrutura agrossilvipastoril assentada em espécies adaptadas à seca, como as cactáceas forrageiras, leguminosas arbóreas e gramíneas tolerantes. São ainda associados às práticas de conservação de forragem, como silagem e fenação, além do uso de animais geneticamente compatíveis com o ambiente e que otimizem o padrão nutricional dessa infraestrutura.