Inicial      Sobre      Notícias      Portifólio      Projetos      Publicações      Parceiros    


Sobre

A história de trabalho nas áreas de agricultura orgânica e agroecologia na Embrapa Hortaliças é bastante recente quando comparada às outras áreas do conhecimento. Em 2001, foi implementada no campo experimental da Embrapa Hortaliças uma área exclusiva para pesquisas em agricultura orgânica. Essa área denominada "Área de Pesquisa e Produção Orgânica de Hortaliças -APPOH" é destinada à pesquisa científica, capacitação e socialização de conhecimentos/tecnologias em Olericultura Orgânica. Aí são desenvolvidas pesquisas em diversas áreas em campo aberto e em ambiente protegido. Além disso, conta com uma área destinada a compostagem e produção de substratos orgânicos. No total são 18 ha de área destinadas exclusivamente ao manejo orgânico onde são desenvolvidas várias atividades durante todo o ano.

Ainda mais recente é a atuação da Embrapa Hortaliças na área de agroecologia. No ano de 2004 foram realizadas as primeiras atividades para medir a sustentabilidade dos sistemas de produção de hortaliças e contribuir para a transição agroecológica em propriedades rurais e assentamentos de reforma agrária. As pesquisas em agroecologia na Embrapa ganham novo impulso em 2006 com o lançamento do Marco Referencial em Agroecologia. O documento final materializou o esforço de pesquisadores, analistas e representantes da sociedade civil, e institucionalizou o caráter científico da agroecologia na Empresa, criando um ambiente fecundo para as ações de pesquisa da Embrapa no tema. Com efeito, a partir daí inicia-se um novo momento na Embrapa: vários pesquisadores e analistas passam a se envolver nos temas relacionados a transição agroecológica o que culminou, no ano de 2008, na aprovação do projeto Transição Agroecológica: construção participativa do conhecimento para a sustentabilidade, no Macroprograma 1, tendo a Embrapa Hortaliças um papel de destaque na condução das discussões das políticas públicas e instrumentos legais para a transição agroecológica.

Atualmente, a equipe envolvida em Pesquisa, Desenvolvimento, Inovação e Difusão de Tecnologia em Agricultura Orgânica e Agroecologia trabalha com linhas de pesquisa e ações de transferência que buscam atender as principais demandas do segmento de produção orgânica de hortaliças. Grande parte do corpo técnico da Embrapa Hortaliças está envolvida nas atividades de pesquisa na APPOH além de manter um grupo de Agricultura Orgânica e Agroecologia bastante atuante em nível nacional nas discussões dentro da Embrapa.