Publicações

Eficiência de fungicidas para o controle da mancha-alvo, Corynespora cassiicola, na safra 2016/17: resultados sumarizados dos ensaios cooperativos.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Autoria: GODOY, C. V.; UTIAMADA, C. M.; MEYER, M. C.; CAMPOS, H. D.; PIMENTA, C. B.; MIGUEL-WRUCK, D. S.; MOREIRA, E. N.; RAMOS JUNIOR, E. U.; SOUZA, J. E. B. de; BORGES, E. P.; SIQUERI, F. V.; ARAUJO JUNIOR, I. P.; GRIGOLLI, J. F. J.; NUNES JUNIOR, J.; BELUFI, L. M. de R.; SILVA, L. H. C. P. da; VOLF, M. R.; GOUSSAIN, M.; MARTINS, M. C.; CARLIN, V. J.

Resumo: A mancha-alvo, causada pelo fungo Corynespora cassiicola, foi relatada pela primeira vez na cultura da soja no Brasil, no Estado do Paraná e posteriormente no Estado de São Paulo, em 1976 (ALMEIDA et al., 1976). Em 1989, a doença foi relatada nos Estados do Mato Grosso, do Mato Grosso do Sul e do Rio Grande do Sul (YORINORI, 1989). A incidência dessa doença tem aumentado nas últimas safras em razão do aumento da semeadura de cultivares suscetíveis e da menor sensibilidade/resistência do fungo aos fungicidas mais comumente utilizados na cultura da soja, sendo encontrada em praticamente todas as regiões de cultivo do Brasil. Perdas de até 50% podem ser observadas em cultivares suscetíveis.

Ano de publicação: 2017

Tipo de publicação: Folhetos

Unidade: Embrapa Soja