Pular para o conteúdo

Segunda fase do edital Soja Open Innovation: Resultado

 

A Comissão de Avaliação e Seleção de Startups do programa Open Innovation, informa as propostas classificadas para a fase final, cujas startups selecionadas irão avançar com a negociação dos acordos de parceria com a Embrapa Soja. Mais uma vez, a seleção considerou oportunidades de pesquisa conjunta, aderência às linhas de pesquisa da empresa, disponibilidade de mentoria e a maturidade das propostas apresentadas, entre outros fatores. As empresas selecionadas foram:

AGRIBELA
DOROTH
DYNAMIS
QUANTICUM
RESTAURE
SENSAIOTECH

As demais startups selecionadas na fase de pré-classificação (etapa 2) ficarão no banco de propostas da Embrapa Soja por até 2 anos.

 

Segunda fase do edital Soja Open Innovation: Resultado

 

A Comissão de Avaliação e Seleção de Startups do programa Open Innovation, informa as propostas classificadas para a fase de entrevistas. A seleção considerou oportunidades de pesquisa conjunta, aderência às linhas de pesquisa da empresa, disponibilidade de mentoria e a maturidade das propostas apresentadas, entre outros fatores. As empresas selecionadas para a rodada de entrevistas foram: 

AGRIBELA
AGRUSDATA
DOROTH
DYNAMIS
PATTARO
PERFECT FLIGHT
PLANTCARE
QUANTICUM
RESTAURE
SENSAIOTECH

Agradecemos o interesse e o envolvimento de todos com a apresentação de propostas e ideias inovadoras.  Desejamos sucesso às equipes que se dedicaram à apresentação das propostas e assumiram o compromisso com o desenvolvimento de projetos de inovação no agro. Para os classificados para a próxima rodada, a comissão organizadora entrará em contato individualmente para agendamento das entrevista que serão realizadas de 21/02 a 06/03.

 

Edital de Seleção de Startups

 

1 - Apresentação

A Embrapa Soja está à procura de empreendedores inovadores que trabalham com tecnologias para o desenvolvimento de soluções sustentáveis para o sistema de produção de soja. O Soja Open Innovation é um edital público de seleção de startups com interesse no desenvolvimento de projetos de inovação aberta, tendo a Embrapa Soja como parceira técnica no desenvolvimento e/ou aperfeiçoamento de soluções em áreas que tenham aderência às linhas de pesquisa prioritárias indicadas neste edital.
 
2 - Como funciona?

Escolha uma das áreas de interesse para cooperação relacionadas e apresente um projeto inovador, que envolva Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), Internet of Things (IoT), Inteligência Artificial, Sensoriamento, Robótica, Automação, Biotecnologia, Nanotecnologia, Bioinformática, desenvolvimento de bioprodutos, Comunicação Multimídia, entre outras soluções disponíveis. 

Os projetos serão avaliados por uma equipe multidisciplinar, considerando oportunidades e aderência às linhas de pesquisa da empresa e a maturidade da proposta apresentada. 

O resultado do edital irá classificar as melhores propostas e as finalistas terão a oportunidade de avançar em negociações para celebração de contratos de cooperação técnica, os quais contarão com a expertise e mentoria de especialistas, que possuem amplo conhecimento de campo dos desafios do sistema de produção de soja.

 
3 - Áreas de Interesse para cooperação

Os projetos encaminhados devem priorizar o sistema de produção da soja e seguir uma ou mais das seguintes áreas temáticas: 

  • Manejo de pragas, doenças ou plantas daninhas, abordando temas como, por exemplo, métodos de amostragem, diagnóstico, tomada de decisão e implementação de medidas de controle, bem como, desenvolvimento e aperfeiçoamento de métodos de controle pragas, doenças ou plantas daninhas ou proteção da cultura a esses agentes. 
  • Tecnologia de aplicação de produtos fitossanitários, abordando temas como, por exemplo, melhoria da eficiência de controle, redução do risco de contaminação humana e ambiental, redução de deriva, redução de custo operacional, melhorias operacionais, adaptação de tecnologia de larga escala de produção para a pequena escala, e vice-versa.
  • Desenvolvimento de formulações comerciais de bioprodutos, como agentes de controle biológico, que ofereçam proteção contra fatores climáticos, biológicos e químicos. 
  • Biotecnologia: Uso das técnicas mais recentes de biotecnologia para solução de problemas ou agregação de valor à cadeia produtiva da soja. Soluções como, por exemplo, o uso de RNAi de aplicação tópica, ou a Edição de Genomas (via tecnologia CRISPRs) para controle de insetos, ervas daninhas, doenças, nematoides, ou mesmo controle de processos fisiológicos como florescimento, formação de grãos, senescência entre outros. Projetos que tragam ideias inovadoras para uso em sistemas de Seleção Genômica Ampla, também serão avaliadas.
  • Automação de processos em campo (lavoura), casa de vegetação e laboratório, como por exemplo, processos industriais de biofábricas; aplicação de insumos agrícolas em campo, incluindo a pulverização de produtos fitossanitários; rotinas de análises em laboratório. 
  • Utilização de veículo aéreo não tripulado, veículos autônomos, sistemas embarcados, que utilizem sensores remotos, câmeras multiespectrais embarcadas, visando aumento da eficiência e melhoria de processo de tomada de decisão ou racionalização dos fatores de produção agrícola. 
  • Avaliação/Monitoramento da disponibilidade de nutrientes no solo e estado nutricional das plantas abordando temas como, por exemplo, métodos de amostragem, sensoriamento, diagnóstico e tomada de decisão. Nesse caso, incluindo também a cultura do milho.
  • Uso de ferramentas 4.0 para qualificação da estrutura física do solo abordando temas como, por exemplo, métodos de obtenção de amostras de solo, diagnóstico, sensoriamento, indicadores indiretos, uso de imagens de satélite para suporte na análise do histórico de uso da terra e tomada de decisão sobre manejo.
  • Tecnologia de produção e qualidade de sementes e grãos abordando, por exemplo, etapas de produção de sementes em campo, colheita, pós-colheita, armazenagem, classificação, transporte e comercialização, incluindo também métodos analíticos da qualidade de sementes.
  • Biometria e fenotipagem rápida de plantas, abordando temas como quantificação do desenvolvimento e caracterização do comportamento de lavouras em sistemas de produção, sob condições normais de ambiente e/ou sob estresse biótico e/ou abiótico, por meio de ferramentas 4.0 (métodos quantitativos indiretos, sensoriamento remoto, espectrorradiometria, fotometria, modelagem matemática, inteligência artificial, etc.).
  • Sistemas sustentáveis de produção de grãos abordando temas como, por exemplo, sobre uso racional de insumos agrícolas, agricultura de precisão, melhoria da eficiência produtiva, redução de perdas e incremento da qualidade da produção, redução do impacto ambiental do sistema produtivo, promoção do impacto socioeconômico do sistema produtivo, sistemas de rastreamento da produção visando certificação e rotulagem de produto de origem sustentável.
  • Soluções para gestão de sistemas integrados de produção (iLPF, iLP, ...) e diversificação de cultivos que tenha a cultura da soja como componente principal, bem como, sistemas de rastreamento da produção visando certificação e rotulagem de produto de origem de sistemas diversificados.
  • Comunicação Multimídia (otimização das interfaces com clientes), como sistemas e aplicativos de relacionamento, plataformas de comunicação, sistemas inteligentes de acompanhamento de safra e demandas de produtores, entre outros. 

 

4 - Inscrições, etapas e prazos

4.1 – Inscrição
As inscrições para o Soja Open Innovation são gratuitas e estarão abertas no período de 08h de 14 de novembro 2019 até às 23h59 do dia 14 de janeiro de 2020, horário de Brasília. A inscrição deverá ser efetuada exclusivamente pelo e-mail soja.openinnovation@embrapa.br, utilizando o FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO (ANEXO I), juntamente com a Proposta de Trabalho (ANEXO II) e o PITCH em vídeo. 
 

4.2 – Etapas e Prazos

O Soja Open Innovation é composto de três fases:
a. A primeira, denominada fase de HOMOLOGAÇÃO, é constituída da confirmação de inscrição das startups e do detalhamento da solução proposta. A inscrição será feita por meio do preenchimento do FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO (ANEXO I), FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA DE TRABALHO (ANEXO II) E O VÍDEO-PITCH de até 3 (três) minutos, sobre a proposta. O prazo desta fase encerra-se no dia 14 de janeiro, às 23:59. O anúncio das inscrições homologadas para participação na segunda fase será feito individualmente a cada startup inscrita. 
 
b. A segunda fase, denominada fase de PRÉ-CLASSIFICAÇÃO, será composta pela seleção de até 10 (dez) propostas, que foram homologadas na primeira fase. Na fase de pré-classificação, a banca examinadora, composta pela equipe da Embrapa Soja e um convidado externo, fará a seleção de até 10 propostas. As selecionadas passarão por rodadas de entrevistas (por web conference) entre 15 de janeiro e 22 de fevereiro, visando a seleção de finalistas para a terceira fase (FINAL).
 

c. A terceira fase (FINAL), denominada CLASSIFICAÇÃO FINAL PARA PARCERIAS, envolve o anúncio das startups selecionadas para avançar com a negociação dos acordos de parceria com a Embrapa Soja. O anúncio será realizado no dia 12/03/2020 no site www.embrapa.br/soja/open-innovation

 

5 - Avaliação e divulgação do resultado

O resultado final será divulgado dia 12/03/2020. Os nomes das startups finalistas serão divulgadas no site:www.embrapa.br/soja/open-innovation. As dez startups selecionadas na fase de pré-classificação ficarão no banco de propostas da Embrapa Soja por até 2 anos. 
 
5.1 - Critérios de avaliação dos projetos na fase de pré-classificação 
Os projetos serão avaliados quanto aos quesitos:
1) Grau de adequação do projeto à(s) área(s) de interesse para cooperação deste edital (Item “2.  Áreas de Interesse para cooperação” do Anexo II).
2) Grau de adequação das soluções previstas pelo projeto para resolver o(s) problema(s) selecionado(s). (Item “3.  Apresentação” do Anexo II).
3) Grau e adequação do uso de recursos tecnológicos tanto no desenvolvimento da solução como componente da solução prevista (Item “3.  Apresentação” do Anexo II).
4) Nível de relevância do(s) problema(s) e solução(s) propostos pelo projeto para o sistema produtivo da soja. (Item “4. Justificativa” do Anexo II).
5) Nível de engajamento esperado da Embrapa no desenvolvimento da solução prevista. (Item “5. Objetivos” do Anexo II).
6) Nível de usabilidade/aplicabilidade da solução proposta pelo projeto. (Item “6. Resultados esperados” do Anexo II).
7) Grau de factibilidade do projeto. Adequação da estratégia de ação (metodologia, pessoal e infraestrutura previstos) ao problema selecionado e cronograma previsto.
8) Nível de experiência da startup em inovação agropecuária. (Item “4. Currículo dos integrantes da equipe” do Anexo I)
Todos os quesitos possuem o mesmo peso para avaliação.
 
A Embrapa Soja se resguarda o direito de não classificar o(s) projeto(s) para os quais, por algum motivo, não houver disponibilidade de mentor (es).
A banca examinadora será responsável pela avaliação do projeto e análise dos currículos dos integrantes da equipe.
Os avaliadores serão convidados a fazer a análise das soluções de acordo com os quesitos apresentados anteriormente, adotando as escalas abaixo:
a) Insuficiente/ruim - peso 1
b) Médio - peso 2
c) Bom - peso 3
d) Muito Bom – peso 4
e) Ótimo – peso 5
 
Os projetos escolhidos como finalistas serão aqueles que obtiverem o maior somatório geral das notas atribuídas por todos os componentes da comissão julgadora.
 
5.2 - Benefícios para as startups finalistas
  • Contrato de cooperação técnica com a Embrapa Soja para desenvolvimento do projeto. 
  • Tutoria com o(s) pesquisador(es) ou analistas da Embrapa Soja. 
  • Participação na rodada de negócios final do programa da Embrapa Pontes para Inovação no ano de 2020. Esta fase final diz respeito à rodada de negócios, onde são apresentadas propostas para fundos de investimento, que escolhem os projetos que receberão os recursos. 
  • Inscrição gratuita de até 2 membros da startup para participação nos eventos abaixo indicados, organizados e promovidos pela Embrapa Soja: Congresso Brasileiro de Soja, a ser realizado, em 2021, e a Reunião de Pesquisa de Soja em 2020. 
  • Participação, ao longo da vigência da parceria, em Dias de Campo, eventos e treinamentos ligados à área técnica do projeto, onde a Embrapa é promotora. Em caso de treinamentos com número limitado de vagas, a Embrapa Soja se reserva o direito de limitar o número de participantes da(s) startup(s) selecionada(s).
  • Não haverá aporte direto de recursos da Embrapa na Startup. A Embrapa, em conjunto com a Startup vencedora, poderá contribuir na busca de fontes de recursos para financiamento do projeto.
  • A Embrapa poderá apresentará a(s) Startup(s) vencedoras para ambientes de inovação parceiros da Embrapa, como Parques Tecnológicos, incubadoras e aceleradoras.
  • Para os 3 primeiros classificados a Embrapa concederá um Certificado de Classificação, juntamente com um troféu de finalista da 2ª edição do Soja Open Innovation. 
  • As Startups posicionadas até o 10º Lugar permanecerão num banco de parceiros da Embrapa Soja para potenciais parcerias pelo período de 2 anos.
5.3 - Obrigações da startup
  • Entregar relatórios parciais trimestrais relativos ao desenvolvimento do projeto.
  • Possuir CNPJ ou providenciar junto à sua cidade a abertura de empresa para fins contratuais. 

6 - Documentos necessários para inscrição

Baixe os anexos e envie para soja.openinnovation@embrapa.br
  • Anexo I: Formulário de inscrição – prazo para envio até 14/01/2020
  • Anexo II: Proposta de Trabalho – prazo para envio até 14/01/2020

7 - Fique atento a essas dicas

O seu projeto deve estar alinhado a uma ou mais das áreas de interesse para cooperação apresentadas. As tecnologias apresentadas serão avaliadas quanto à sua viabilidade técnica e seu impacto na sociedade. Com o edital Soja Open Innovation, a Embrapa Soja está buscando startups com interesse em trabalhar em parceria. Por isso, sua proposta deverá deixar bem claro como o somatório de expertises vai contribuir para avançar em projetos conjuntos. Não estamos em busca de startups que tem interesse apenas em testar seus produtos. Como instituição de ciência e tecnologia estamos focados no desenvolvimento conjunto ou aprimoramento de novas tecnologias.
 

8 - Informações e contatos

Embrapa Soja – Núcleo de Comunicação Organizacional
(43) 3371-6078 | (43) 3371-6060
soja.openinnovation@embrapa.br