Projetos

Elementos Terras Raras em agrossistemas Brasileiros: uma proposta visando a formação de recursos humanos, a capacitação laboratorial e o uso sustentável de recursos minerais portadores de ETRs no Brasil

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

O objetivo desse trabalho é desenvolver e validar metodologias para análise quantitativa de elementos terras raras (ETRs) em solos.

O estudo de ETRs em agroecossistemas, com ênfase na qualificação e quantificação desses elementos em recursos minerais, insumos agrícolas, solos, e materiais vegetais/produtos agrícolas, bem como sua utilização em fertilizantes e seus efeitos sobre o sistema solo-planta é o tema central deste projeto. Diversos estudos realizados no exterior evidenciam a presença dos ETRs nas matérias-primas utilizadas na fabricação de fertilizantes e, consequentemente, nos produtos finais e subprodutos da fabricação destes, havendo, porém poucas informações sobre a ocorrência destes elementos e suas concentrações em fertilizantes no Brasil. Os ETRs são, de acordo com a classificação da IUPAC, um grupo relativamente abundante de 17 elementos químicos. Dentre esses elementos, 15 pertencem ao grupo dos lantanídeos com número atômico entre Z=57 e Z=71 na tabela periódica. Pertencem a esse grupo, os seguintes elementos: lantânio (La), cério (Ce), praseodímio (Pr), neodímio (Nd), promécio (Pm), samário (Sm), európio (Eu), gadolínio (Gd), térbio (Tb) , disprósio (Dy), hólmio (Ho), érbio (Er), túlio (Tm), itérbio (Yb) e lutécio (Lu). A eles, se juntam o escândio (Sc, Z=21) e o ítrio (Y, Z=39). Na agricultura, o uso de ETRs em fertilizantes tem chamado a atenção nos últimos anos devido ao aumento de sua aplicação no solo. Essa prática tem sido amplamente utilizada na China desde a década de 80, onde há relatos de aumentos na produção de culturas agrícolas relacionadas com a aplicação de diversos ETRs. Na China também se encontram as maiores reservas mundiais de ETRs, o que torna esse país o principal fornecedor para o mercado. O objetivo geral desta proposta é desenvolver metodologias de análise de elementos terras raras (ETRs) em solos .

Situação: concluído Data de Início: 01/2014 Data de Finalização: 12/2017

Unidade Lider: Embrapa Solos

Líder do Projeto: José Carlos Polidoro

Contato: jose.polidoro@embrapa.br