A Excursão

No dia seguinte à chegada dos participantes e abertura do evento, prevista para a noite de sábado, 14 de março de 2015, na cidade de Boa Vista, RR, terá início a excursão para o exame dos perfis de solo que integram a XI RCC. O roteiro inclui um percurso de sul a norte do Estado, desde Rorainópolis (sul) até Pacaraima (norte), município fronteiriço à Venezuela, passando pela observação de perfis nas adjacências da capital Boa Vista. Aproximadamente 1.500 km serão percorridos ao longo das rodovias federais BR-174 e BR-401 e de estradas vicinais em bom estado de conservação. Dentre os perfis situados nas vicinais, destaca-se aquele que será visitado em uma das maiores terras indígenas do Brasil: a Raposa Serra do Sol. Na manhã de sábado do dia 21 de março de 2015 está programada a plenária de encerramento da XI RCC de Roraima.

Roteiro

A partir de Boa vista, o roteiro da excursão tem como primeiro destino os perfis de solos sob floresta amazônica e campinarana, situados ao centro e sul do Estado ao longo da rodovia BR-174, entre os municípios de Caracaraí e Rorainópolis. Os dois primeiros dias serão dedicados à análise de 6 perfis entre os municípios supracitados sob floresta amazônica. O retorno à Boa Vista se dará no terceiro dia da excursão, com observação de 1 perfil próximo ao município de Caracaraí (campinarana) e outro na adjacência (cerrado) da capital do Estado. Após pernoite em Boa Vista, o rumo doravante será para a região norte do Estado, novamente ao longo da BR-174. No quarto dia de excursão serão visitados 2 perfis, ambos sob vegetação de campo cerrado equatorial, com pernoite em Pacaraima. Retornando no sentido à Boa Vista, pernoitando na capital, três perfis serão objeto de análise no quinto dia do evento, todos em ambiente de campo cerrado equatorial. No último dia serão visitados três perfis, um situado em uma estrada vicinal à rodovia BR-401, à nordeste de Boa Vista em uma planície aluvionar sob vegetação de campo equatorial higrófilo de várzea. Os demais perfis encontram-se sob vegetação de campinarana no município de Cantá, situado próximo e à leste de Boa Vista, com pernoite também na capital.

Perfis de solo

Ao longo desse roteiro, serão examinados 16 perfis de solo, relacionados a condições pedogenéticas muito distintas, que se refletem nas características ambientais, sobretudo nas fitofisionomias de floresta amazônica, campinarana, cerrado e campo de várzea.

Os perfis sobre floresta, em número de seis (perfis RR01, RR02, RR03, RR04, RR11 e RR12), destacam-se pela formação e presença expressiva de petroplintita e/ou plintita. São solos muito intemperizados e distróficos, com horizonte concrecionário, quando presente, manifestando-se em diferentes profundidades e espessuras no perfil. Uma peculiaridade nesse ambiente é a presença de horizonte antrópico no perfil RR01.

Perfis RR01, RR02, RR03, RR04, RR11 e RR12

No domínio das Campinaranas, também denominadas de campinas ou caatingas amazônicas, serão examinados 3 perfis (RR05, RR13 e RR15). Nesse domínio, destaca-se o gradiente vegetacional em função dos diferentes níveis de hidromorfismo: à medida que se acentua a restrição de drenagem, as campinaranas arbóreas são substituídas por formações de campinarana arbustiva, passando pelas gramíneo-lenhosas até puramente herbáceas, com feição de campo brejoso (VALE-JÚNIOR e SCHAEFER, 2010).

Perfis RR05, RR013 e RR015

Sob vegetação de campo cerrado equatorial, também denominada regionalmente de savana e lavrado, serão analisados 6 perfis (RR06, RR07, RR08, RR09, RR10 e RR14). São muito díspares quanto à gênese e atributos, encontrando-se desde muito profundos, intemperizados e distróficos, com presença ou não de plintita, até solos rasos e eutróficos, passando por aqueles com elevado conteúdo de sódio ao longo de todo o perfil.

Perfis RR06, RR07, RR08, RR09, RR10 e RR014

Finalmente, sob vegetação de campo de várzea em ambiente de planície aluvionar cultivada com arroz inundado, será analisado um perfil (RR16) de natureza muito argilosa, com elevado conteúdo de alumínio extraível, manifestando caráter alumínico em profundidade.

Perfil RR16