Índice

Digestato

Por digestato, entende-se o material que passou por processo de digestão anaeróbica, o qual possui características fertilizantes muito semelhantes as do dejeto maturado.

A produção de biogás pelo processo de biodigestão atua efetivamente sobre os sólidos solúveis ou sólidos em suspensão na forma de partículas menores. Partículas sólidas de maior dimensão normalmente não são biodegradadas e formam o fundo de sedimentação nos biodigestores, reduzindo sua vida útil e reduzindo a capacidade de produção de biogás.

Um destino mais adequado para esses sólidos é a produção de fertilizantes. Nessa etapa, os sólidos devem ser processados fisicamente com o objetivo de reduzir a umidade e adicionados de fontes minerais de nutrientes para a formulação de fertilizantes organominerais.

Uma vez obtida a mistura organomineral, o material pode ser transformado em grânulos, permitindo sua utilização como fertilizantes. Adicionalmente, o efluente gerado pelos biodigestores pode ser usado como base para a produção de fertilizantes organominerais fluidos, pelo enriquecimento com fontes minerais.

No Brasil, a maior parte dos fertilizantes é utilizada na forma granulada, na qual é possível o transporte e armazenamento desses insumos, e a sua aplicação utilizando os equipamentos disponíveis para a maior parte dos agricultores. Além da vantagem econômica, a técnica de enriquecimento e granulação dos resíduos orgânicos, transformando-os em fertilizantes organominerais, permite o transporte e distribuição desses fertilizantes para áreas mais distantes do ponto de geração dos resíduos, evitando que haja o acúmulo desordenado de nutrientes na bacia hidrográfica onde está concentrada a atividade de suinocultura.