Projetos

Tecnologias limpas aplicadas à suinocultura: estabelecimento de padrões sanitários e ambientais de reuso dos efluentes da atividade como subsídio para conservação e uso eficiente da água.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Os principais problemas ambientais associados aos dejetos produzidos pela atividade suinícola são sua alta carga orgânica, nutrientes, algumas espécies metálicas e a presença de microrganismos alguns deles de sabida patogenicidade. De maneira geral, os sistemas de tratamento de dejetos suínos ainda apresentam uma grande lacuna no que diz respeito à diminuição ou eliminação de microrganismos patogênicos, fazendo assim que tenhamos poucos subsídios para o reuso da água na própria suinocultura ou mesmo na agricultura além das variações sazonais, que podem afetar tanto os resultados de remoção de carga orgânica quanto de patógenos. Este projeto se propõe a avaliar dois processos de tratamento de dejetos suínos, (biodigestor seguido de um sistema de lagoas e uma estação de tratamento de dejetos), levando-se em conta parâmetros fisico-químicos e microbiológicos das águas residuárias da suinocultura pré e pós-tratadas. Estes dados servirão para substanciar a tomada de decisões para o reuso e reciclo da água sob o ponto de vista técnico e para a criação de uma legislação específica para o setor, suprindo uma grande lacuna existente na área em nosso país, haja vista que as pesquisas para reuso de água têm se centrado em ambientes urbanos, desconsiderando a contribuição agropecuária.

Situação: concluído Data de Início: 01/2009 Data de Finalização: 12/2011

Unidade Lider: Embrapa Suinos e Aves

Lider do Projeto: Airton Kunz

Contato: airton.kunz@embrapa.br