Projetos

Determinação de ractopamina em farinhas de carne e ossos de agroindústrias do Oeste Catarinense

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Na busca por uma carne suína com menos gordura, tornou-se consagrado o uso da suplementação com ractopamina na ração. Esse procedimento é regulado pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) no país, que estabelece condições de uso e limites de concentração de resíduos em músculo, gordura, fígado e rim. Mas, segundo a literatura, os resíduos são observados em concentrações variadas também em outros tecidos suínos, chegando a apresentar valores superiores principalmente nos pulmões. Considerando que aproximadamente 20% do suíno são destinados à produção de farinha de carne e ossos, a qual é posteriormente adicionada à ração animal, nada ou pouco se sabe sobre concentrações de resíduos nestas condições. O presente projeto visa o desenvolvimento, validação e implementação de metodologia por Cromatografia Líquida acoplada à Espectrometria de Massas (LC-MS/MS) para controle de resíduos de ractopamina em farinha de carne e ossos suína, bem como a verificação de sua ocorrência nas farinhas comerciais e sua influência na concentração final presente na ração.

Ecossistema: Extremo Sul

Região: Sul

Situação: concluído Data de Início: 01/2013 Data de Finalização: 12/2014

Unidade Lider: Embrapa Suinos e Aves

Lider do Projeto: Vivian Feddern

Contato: vivian.feddern@embrapa.br