Projetos

Desenvolvimento de um novo sistema de entrega virossomal de antígenos e sua eficácia na resposta imune local e sistêmica

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Superfícies das mucosas do trato respiratório, intestinal e urogenital são a porta de entrada para a maioria dos patógenos nos animais. Portanto, o estabelecimento de uma primeira linha de defesa local dentro do epitélio da mucosa para prevenir a infecção tem benefícios substanciais. A imunização de mucosas é uma excelente opção de vacinação, já que estabelece uma apropriada resposta imune local e sistêmica, tal como resposta de memória de células B e T e uma resposta imune humoral e celular. Vacinas produzidas com micro-organismos vivos e inativados já são comercializadas no Brasil, mas apresentam inúmeras desvantagens. Não por acaso, métodos alternativos foram desenvolvidos, como os virossomas, que são lipossomas que mimetizam genuinamente os vírus em termos de tamanho e composição do envelope, mas sem material genético viral, apresentando elevada imunogenicidade e antigenicidade específica, podendo interagir com o sistema imune através de vias semelhantes à dos agentes patogênicos originais. Este projeto tem como objetivo construir imunógenos virossomais de subunidade proteica contendo patógenos da cadeia produtiva de aves (Newcastle e Bronquite Infecciosa Aviária) e de suínos (Influenza Suína), investigando a antigenicidade, o potencial imunogênico, a geração e a manutenção da resposta imune de memória promovida pela imunização de mucosas.

Ecossistema: Amazônico, Extremo Sul, Floresta Atlântica, Meio Norte, Pantanal, Região dos Cerrados

Região: Sudeste, Sul, Centro-Oeste

Situação: concluído Data de Início: 07/2015 Data de Finalização: 06/2019

Unidade Lider: Embrapa Suinos e Aves

Lider do Projeto: Ana Paula Almeida Bastos

Contato: ana.bastos@embrapa.br