Projetos

Bem-estar na produção de aves poedeiras

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

O setor de postura se dinamizou ao longo do tempo para atender as exigências do consumidor bem como diminuir as perdas produtivas. Este fato é notável diante da tendência de automação do sistema de postura, com a inserção de esteiras para a coleta dos ovos, arraçoamento automático, bem como o monitoramento das condições ambientais no interior dos galpões em sistemas controlados.

Embora esta dinamização tenha contribuído positivamente no setor de postura, a utilização de gaiolas convencionais em combinação com altas densidades de alojamento de galinhas poedeiras, utilizadas no sistema brasileiro de produção de ovos, é um fator preocupante tanto para a saúde e bem-estar das aves, quanto para os prejuízos econômicos que o produtor pode ter.

Dessa forma, atualmente a atenção tem focado nos diferentes tipos de sistemas de criação de aves poedeiras e na proibição do uso das gaiolas convencionais, como já acontece na União Europeia, por exemplo. No Brasil, este assunto vem recebendo destaque devido à pressão internacional para que sejam oferecidas melhores condições de vida aos animais de produção, fato este, que representa o primeiro passo para mudanças benéficas no sistema produtivo.

Devido ao custo para se adequar aos sistemas já adotados no exterior, o Brasil deve enfrentar um período de adaptação, buscando métodos alternativos para melhorar o bem-estar de galinhas poedeiras, sem, contudo, encarecer demasiadamente o sistema ou modificar o manejo já adotado. As boas práticas de manejo que também visam o bem-estar animal têm despertado muita atenção da comunidade científica que tem provocado pequenas mudanças nos sistemas atuais de criação.

Este projeto tem por objetivo unir esforços do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Embrapa Suínos e Aves e a ESALQ/USP para viabilizar a capacitação de profissionais da avicultura de postura brasileira na área de boas práticas de manejo incluindo o bem-estar dos animais por meio de elaboração de diagnóstico da realidade nacional, de cursos de capacitação e estudos de análise econômica da implantação de sistemas melhorados, atendendo as boas práticas de manejo.

Ecossistema: Extremo Sul, Floresta Atlântica

Região: Sudeste, Sul

Situação: concluído Data de Início: 07/2016 Data de Finalização: 06/2019

Unidade Lider: Embrapa Suinos e Aves

Lider do Projeto: Paulo Giovanni de Abreu

Contato: paulo.g.abreu@embrapa.br

Galeria de imagens