Projetos

Filtrar por:

Situações
Ecossistemas
Regiões
Macroprogramas
Portfólios
Arranjos
Ordenação: data  |  alfabética
 

Os principais problemas ambientais associados aos dejetos produzidos pela atividade suinícola são sua alta carga orgânica, nutrientes, algumas espécies metálicas e a presença de microrganismos alguns deles de sabida patogenicidade. De maneira geral, os sistemas de tratamento de dejetos suínos ainda apresentam uma grande lacuna no que diz respeito à diminuição ou eliminação de microrganismos patogênicos, fazendo assim que tenhamos poucos subsídios para o reuso da água na própria suinocultura ou m ...

Situação: concluído     Data de Início: 01/01/2009

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2011 o rebanho total de suínos no país era de mais de 39 milhões de cabeças. Desse total, 2,4 milhões eram de matrizes suínas, sendo que 1,6 milhão criadas em sistema intensivo que utiliza a gaiola individual para a gestação.

O sistema de criação intensivo em que os animais são mantidos em instalações fechadas e com espaços reduzidos tem como consequência a alteração nas suas formas normais de comportamento, gera ...

Situação: concluído     Data de Início: 01/08/2016

A natureza epiteliocorial da placenta suína a impermeabiliza à transferência de imunoglobulinas maternas ao feto, desta forma, o leitão é dependente da ingestão do colostro para aquisição de imunidade passiva. O colostro é rico em imunoglobulinas e em células imunes além de outros compostos bioativos que em conjunto nutrem e regulam funções biológicas. No entanto, pouco se conhece sobre a função de alguns desses componentes, como as citocinas, participantes da resposta imune inata e adaptativa. ...

Situação: concluído     Data de Início: 01/02/2018

As infecções respiratórias em suínos causadas pelos vírus influenza A (FLUAVs) ocasionam prejuízos econômicos para a indústria e representam uma ameaça à saúde humana pela possibilidade de surgimento de vírus com potencial pandêmico.

Embora o Brasil tenha uma das maiores populações de suínos do mundo (aproximadamente 41 milhões de cabeças), antes de 2009 havia poucas evidências da circulação dos FLUAVs nos rebanhos brasileiros. Após a detecção do vírus pandêmico H1N1 em 2009, os esforço ...

Situação: concluído     Data de Início: 01/07/2017

O Seneca Valley Virus é um vírus RNA de cadeia simples de sentido positivo do gênero Senecavirus A (SVA), família Picornaviridae. O vírus foi originalmente identificado como um contaminante de cultura de células nos EUA em 2002. No entanto, o sequenciamento subsequente do vírus Picorna-like isolado de suínos, com uma variedade de apresentações clínicas revelou a presença do SVA na população suína dos EUA desde 1988. Passados dez anos, os relatos descreveram a associação do SVA com casos de doenç ...

Situação: concluído     Data de Início: 01/11/2015