Projetos

Filtrar por:

Situações
Ecossistemas
Regiões
Macroprogramas
Portfólios
Arranjos
Ordenação: data  |  alfabética
 

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2011 o rebanho total de suínos no país era de mais de 39 milhões de cabeças. Desse total, 2,4 milhões eram de matrizes suínas, sendo que 1,6 milhão criadas em sistema intensivo que utiliza a gaiola individual para a gestação.

O sistema de criação intensivo em que os animais são mantidos em instalações fechadas e com espaços reduzidos tem como consequência a alteração nas suas formas normais de comportamento, gera ...

Situação: concluído     Data de Início: 01/08/2016

A natureza epiteliocorial da placenta suína a impermeabiliza à transferência de imunoglobulinas maternas ao feto, desta forma, o leitão é dependente da ingestão do colostro para aquisição de imunidade passiva. O colostro é rico em imunoglobulinas e em células imunes além de outros compostos bioativos que em conjunto nutrem e regulam funções biológicas. No entanto, pouco se conhece sobre a função de alguns desses componentes, como as citocinas, participantes da resposta imune inata e adaptativa. ...

Situação: concluído     Data de Início: 01/02/2018

O Seneca Valley Virus é um vírus RNA de cadeia simples de sentido positivo do gênero Senecavirus A (SVA), família Picornaviridae. O vírus foi originalmente identificado como um contaminante de cultura de células nos EUA em 2002. No entanto, o sequenciamento subsequente do vírus Picorna-like isolado de suínos, com uma variedade de apresentações clínicas revelou a presença do SVA na população suína dos EUA desde 1988. Passados dez anos, os relatos descreveram a associação do SVA com casos de doenç ...

Situação: concluído     Data de Início: 01/11/2015

As infecções respiratórias em suínos causadas pelos vírus influenza A (FLUAVs) ocasionam prejuízos econômicos para a indústria e representam uma ameaça à saúde humana pela possibilidade de surgimento de vírus com potencial pandêmico.

Embora o Brasil tenha uma das maiores populações de suínos do mundo (aproximadamente 41 milhões de cabeças), antes de 2009 havia poucas evidências da circulação dos FLUAVs nos rebanhos brasileiros. Após a detecção do vírus pandêmico H1N1 em 2009, os esforço ...

Situação: concluído     Data de Início: 01/07/2017

A compostagem é, atualmente, a única tecnologia recomendada para o tratamento de animais mortos. No entanto, o aumento da escala de produção, aliado à crescente escassez de mão-de-obra nas diferentes regiões de produção no mundo, levou à necessidade de encontrar outras alternativas para a destinação dos animais mortos gerados nas unidades produtoras. Além de não existir no Brasil uma legislação específica que oriente sobre o melhor destino desses animais mortos, não se sabe corretamente em que c ...

Situação: concluído     Data de Início: 01/01/2016

Com esse projeto, espera-se ampliar o conhecimento e domínio no desenvolvimento metodológico de imortalização celular e obter novas linhagens celulares de aves e de suínos. O desenvolvimento dessas novas linhagens terá aplicação em diagnóstico e tem potencial para outros usos na produção de proteínas, novas vacinas. Insumos e sistemas de cultivos celulares para diagnóstico e pesquisa em suínos e principalmente de aves ainda são limitados e são essenciais para futuros desenvolvimentos de ferramen ...

Situação: concluído     Data de Início: 01/03/2016

A reutilização racional da cama de aviário é um fator importante na viabilidade da produção, porém deve ser respaldada pelos aspectos de garantias da sanidade avícola. Já foi demonstrado que o tratamento fermentativo plano é efetivo na redução de Salmonella Enteritidis e enterobactérias na cama de aviário reutilizada, e esse estudo vem sendo usado como referência pelo serviço veterinário oficial e agroindústrias avícolas. Mais recentemente, novas normas técnicas e barreiras comerciais internacio ...

Situação: concluído     Data de Início: 01/02/2016

Superfícies das mucosas do trato respiratório, intestinal e urogenital são a porta de entrada para a maioria dos patógenos nos animais. Portanto, o estabelecimento de uma primeira linha de defesa local dentro do epitélio da mucosa para prevenir a infecção tem benefícios substanciais. A imunização de mucosas é uma excelente opção de vacinação, já que estabelece uma apropriada resposta imune local e sistêmica, tal como resposta de memória de células B e T e uma resposta imune humoral e celular. Va ...

Situação: concluído     Data de Início: 01/07/2015

A contaminação da carne por microrganismos causadores de doenças transmitidas por alimentos (DTAs), que depende de pesquisa laboratorial para a detecção, representa o principal risco da atualidade e cria a necessidade de modificar o sistema de inspeção de carnes tradicionalmente utilizado. Assim, o objetivo deste projeto é modernizar os procedimentos de inspeção ante e post mortem aplicados em abatedouros frigoríficos de suínos com Inspeção Federal dentro dos conceitos de análise de risco. As at ...

Situação: concluído     Data de Início: 01/03/2015

Devido ao amplo uso de antimicrobianos durante todas as fases da cadeia de produção de suínos, os produtos de origem animal têm sido apontados como potenciais veículos de disseminação dessas cepas. Com isso, grandes mudanças conceituais e práticas na produção animal estão sendo exigidas. Entretanto, o banimento de antimicrobianos como promotores de crescimento em suínos resultou, em alguns casos, em prejuízo à saúde animal sem a redução da frequência de isolados resistentes. Esses relatos fornec ...

Situação: concluído     Data de Início: 01/11/2012