Publicações

Lesão por pododermatite em frangos de corte alojados em diferentes densidades.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Autoria: CATALAN, A. A. da S.; GOPINGER, E.; PERONDI, D.; ROLL, V. F. B.; AVILA, V. S. de

Resumo: A criação avícola com uma maior densidade visa o aumento da produção, com o mínimo de investimentos em construções e otimização dos custos fixos. Em consequência, a pressão para redução dos custos na criação de frangos de corte levou ao aumento da densidade das aves que promove maior produção de peso vivo/m2 (2). Além disso, a piora na qualidade da cama, principalmente pela compactação decorrente de aumento de umidade, determina o aparecimento de lesões na pele, pododermatites, calo de peito e hematomas (4). As pododermatites de contato são lesões erosivas da pele, predominantes na superfície plantar das patas dos frangos de corte. A etiologia apresenta uma inflamação da pele devido a uma combinação de umidade e fatores cáusticos presentes na cama, sendo a excreta das aves, que é composta de ácido úrico, um agente importante na formação do problema (1). As pododermatites em frangos de corte passaram a ter maior relevância nos últimos anos devido à exportação dos pés dos frangos para os mercados da Ásia. Objetivou-se com este trabalho avaliar o efeito do aumento da densidade em aviário convencional sobre a frequência de lesões por pododermatite em frangos de corte.

Ano de publicação: 2014

Tipo de publicação: Separatas