Avaliação participativa de variedades de bananeira em áreas de agricultura de base familiar na zona da mata de Pernambuco.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Autoria: SILVA JUNIOR, J. F. da; LEDO, A. da S.; AMORIM, E. P.; RODRIGUES, R. F. de A.; FIGUEIROA, J. G. de

Resumo: Ações de investigação com a cultura da banana vêm sendo conduzidas pela Embrapa Tabuleiros Costeiros na Zona da Mata de Pernambuco, desde 2004 em parceria com a Embrapa Mandioca e Fruticultura, a Embrapa Solos por meio da UEP Recife, o Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) e o Núcleo de Articulação e Fomento para o Desenvolvimento Sustentável da Zona da Mata de Pernambuco (NAF). Avanços foram alcançados, como a recomendação de variedades de bananeira mais produtivas e resistentes às principais doenças, que contribuíram para um novo ?Sistema de Produção de Banana para a Zona da Mata de Pernambuco?, lançado pela Embrapa e o IPA, em 2010. Em face da relevância da agricultura familiar, a Organização das Nações Unidas (ONU) elegeu 2014 com o ?Ano Internacional da Agricultura Familiar?, e nessa perspectiva, a Embrapa Tabuleiros Costeiros disponibiliza para a sociedade o documento substantivado de recomendações, intitulado ?Avaliação Participativa de Variedades de Bananeira em Áreas de Agricultura de Base Familiar na Zona da Mata de Pernambuco?, resultado do trabalho coletivo entre pesquisadores, técnicos e agricultores de uma das mais importantes regiões produtoras de banana do Nordeste brasileiro. Dentre outras contribuições, ele pretende aperfeiçoar o sistema de produção da cultura da banana, apresentando uma metodologia de avaliação de forma participativa que propõe introduzir cultivares melhoradas, em conformidade com a realidade onde estão inseridos os agricultores e os seus familiares

Ano de publicação: 2014

Tipo de publicação: Folhetos