Notícias

16/05/18 |   Produção vegetal  Gestão ambiental e territorial

Jundiaí buscará indicação geográfica da uva

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Vivian Chies

Vivian Chies - Uva Niágara rosada

Uva Niágara rosada

Mais de 130 agricultores de Jundiaí reuniram-se, no sábado, 28 de abril, na sede da Associação Agrícola de Jundiaí, e viram uma apresentação sobre indicação geográfica de produtos feita pelo engenheiro agrônomo Fransciso Mitidieti, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. No encontro, os produtores deram o aval para a associação dar andamento à oficialização do pedido de indicação de procedência (um tipo de indicação geográfica) da uva Niágara rosada.
A Embrapa Territorial vem trabalhando desde 2016 para levar a instituições e agricultores informações sobre recursos para valorizar seus produtos, por meio do projeto “Geotecnologias para incrementar a competitividade e sustentabilidade da Agricultura Familiar no Circuito das Frutas do Estado de São Paulo – GPAF”. Foram promovidos seminários e reuniões, além de análises técnicas para subsidiar os produtores. O líder do projeto, pesquisador Ivan Alvarez, do GMTE, contou que se sentiu realizado ao acompanhar o encontro do último sábado. “[O processo de indicação geográfica, agora,] está andando com as próprias pernas, o que era o objetivo”, resumiu.


Morungaba no Circuito das Frutas
No dia 10 de maio, Alvarez e a pesquisadora Cristina Criscuolo, também da Embrapa Territorial, apresentaram o projeto GPAF na cidade de Morungaba. A reunião que ocorreu na prefeitura da cidade, contou com a presença dos agricultores familiares da região e representantes da casa da agricultura.Morungaba é um município novo no circuito das frutas.

(Colaboração: Jéssica Oliveira)

Vivian Chies (MTb JP/CE 2625)
Embrapa Territorial

Contatos para a imprensa

Telefone: 19 3211-6200

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Encontre mais notícias sobre:

gpaf