Apresentação

A Embrapa Uva e Vinho mantém uma coleção de videiras (germoplasma), com 1.418 acessos introduzidos de diferentes partes do mundo. A coleção inclui mais de 32 espécies de Vitis, com grande número de variedades das espécies cultivadas (V. vinifera,  V. labrusca,  V. bourquina,  V. rotundifolia), variedades híbridas interespecíficas e espécies silvestres dos três centros de dispersão da videira: Americano, Euroasiático e Asiático.

Todo esse germoplasma foi caracterizado e avaliado nas condições de Bento Gonçalves, RS, obtendo-se informações importantes para o adequado uso de cada acesso (espécie, variedade, clone) pelas diferentes linhas de pesquisa e pelos diferentes elos da cadeia vitivinícola (viticultores, pesquisadores, técnicos, empresários e outros).

A metodologia de avaliação foi definida em consonância com os conceitos do Instituto Internacional para os Recursos Genéticos de Plantas (IPGRI, International Plant Genetic Resources Institute), da Organização Internacional da Uva e do Vinho (OIV, Organisation Internationale de la Vigne et du Vin) e da União para a Proteção de Obtenções Vegetais (UPOV) e é brevemente descrita no menu Metodo de Avaliação.

As informações de caracterização, como tipo de flor e características do cacho e da baga, e de avaliação, incluindo fenologia, produção, composição química do mosto e incidência de doenças, dos acessos são agora disponibilizadas ao público em geral por meio desta base de dados.

Parte da coleção está disponível para intercâmbio, em pequena quantidade (duas estacas por acesso por ano), já que atualmente, a coleção está conservada em vasos mantidos em casa de vegetação ou no laboratório, in vitro. O intercâmbio deve ser oficializado por um contrato firmado entre a Embrapa Uva e Vinho e o solicitante do germoplasma e a entrega do material propagativo é feita no mês de julho. Os interessados podem fazer contato com o Setor de Transferência de Tecnologia através dos telefones (54) 3455-8085 e 3455-8086.