Boletim Agroclimático

Voltar

Boletim Agroclimático: Campos de Cima da Serra Julho de 2019

Boletim Agroclimático - Julho/2019

Campos de Cima da Serra

 

Fernando José Hawerroth, pesquisador em Fitotecnia da Embrapa Uva e Vinho

Gilmar Ribeiro Nachtigall, pesquisador em Nutrição de Plantas da Embrapa Uva e Vinho

 

Versão .PDF disponível para Download

A ocorrência de temperaturas iguais ou inferiores a 7,2°C (HF≤7,2°C) no ano de 2019 nos municípios de Bom Jesus, Caxias do Sul, Lagoa Vermelha e Vacaria ( RS), no período de 1º abril a 31 de julho, foi inferior em relação ao observado nos últimos quatro anos. Para as quatro localidades, não foram registradas temperaturas negativas nos meses de abril e maio de 2019 (Figura 1). Os primeiros 20 dias do mês de junho foram caracterizados por temperaturas mínimas e máximas mais elevadas do que observado nos últimos quatro anos (Tabela 1 e Figura 1). Tais condições climáticas contribuíram para o prolongamento do crescimento dos ramos, limitada lignificação dos ramos e reduzida senescência e abscisão foliar, sobretudo em macieiras ‘Fuji’ e em pomares sob tela antigranizo. O aumento do crescimento vegetativo não foi intensificado em razão de moderada restrição hídrica nesse período. Normalmente o mês de junho apresenta grande contribuição no quantitativo de frio (HF≤7,2°C e unidades de frio), mas advindo da elevação das temperaturas na primeira quinzena do mês, o acúmulo de frio foi abaixo da média nas quatro localidades (Tabelas 2 e 3).  Até início de agosto, o mês de julho apresentou a maior contribuição relativa em frio (HF≤4°C, HF≤7,2°C, HF≤10°C e unidades de frio) em relação ao período hibernal de 2019, destacando-se a ocorrência de temperaturas muito baixas no primeiro decêndio do mês, que intensificaram a senescência e abscisão de folhas dos pomares.

No ano de 2019 foram contabilizadas 118, 116, 95 e 78 horas de frio com temperatura igual ou inferior a 4,0°C (HF≤4,0°C), entre os meses de abril e julho de 2019, nos municípios de Bom Jesus, Vacaria, Caxias do Sul e Lagoa Vermelha, respectivamente (Tabela 2 e 3). O acúmulo de horas de frio com temperatura igual ou inferior a 7,2°C (HF≤7,2°C), até o final do mês de julho de 2019, foi inferior ao observado em 2017 e 2018 nas quatro localidades. No ano de 2019 foram contabilizadas 245 e 246 horas de frio com temperatura igual ou inferior a 7,2°C (HF≤7,2°C), entre os meses de abril e julho de 2019, nos municípios de Bom Jesus e Vacaria, respectivamente (Tabela 2). No mesmo período foi contabilizado o acúmulo de 221 e 178 HF≤7,2°C para os municípios de Caxias do Sul e Lagoa Vermelha, respectivamente (Tabela 3).

Para a temperatura igual ou inferior a 10,0°C (HF≤10°C), entre os meses de abril e julho de 2019, foram contabilizadas 539, 517, 390 e 374 horas de frio nos municípios de Bom Jesus, Vacaria, Caxias do Sul e Lagoa Vermelha, respectivamente (Tabela 2 e 3). Em relação às unidades de frio (UF), segundo o modelo da Carolina do Norte modificado por Ebert et al. (1986), em Caxias do Sul, Lagoa Vermelha, Bom Jesus e Vacaria, no ano de 2019 foi contabilizada 286,0 UF, 322,0UF, 537,8 UF e 648,7 UF, respectivamente (Tabela 2 e 3, Figura 2).

 

Referencial bibliográfico

EBERT, A.; PETRI, J. L.; BENDER, R. J.; BRAGA, H. J. First experiences with chill-units models is southern Brazil. Acta Horticulturae, v. 184, p. 79-86, 1986.

SHALTOUT, A. D.; UNRATH, C. R. Rest completion prediction model for ‘Starkrimson Delicius’ apples. Journal of the American Society for Horticultural Science, Alexandria, v. 108, n. 6, p. 957-961, 1983.