Notícias

29/04/22 |   Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação  Transferência de Tecnologia

Embrapa é homenageada no Congresso Brasileiro de Fruticultura

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Foto: Divulgação

Divulgação - Placa homenageando profissionais da Embrapa

Placa homenageando profissionais da Embrapa

Em comemoração aos seus cinquenta anos, a Sociedade Brasileira de Fruticultura (SBF) prestou homenagens a instituições que fazem a diferença para a fruticultura brasileira durante o 27º Congresso Brasileiro de Fruticultura, um dos principais fóruns do setor, ocorrido no final de abril, em Florianópolis (SC). A Embrapa foi uma das homenageadas e foi representada pelos pesquisadores Maria do Carmo Bassols Raseira, da Embrapa Clima Temperado, e Ricardo Elesbão Alves, da Embrapa Alimentos e Territórios, que receberam das mãos do presidente do evento, o pesquisador Henrique Petry, a placa comemorativa.

“Seria muito difícil conseguirmos homenagear e destacar o trabalho individual de todos os profissionais da empresa de pesquisa ao longo da nossa trajetória, pois foram muitos. A Embrapa sempre esteve presente e fazendo a diferença ao longo da história da Sociedade Brasileira de Fruticultura, refletindo nas mais diversas contribuições para a fruticultura nacional. Assim, ao homenagear a Embrapa, queremos que todos os profissionais desta grande instituição se sintam homenageados", destacou Petry.

A SBF completou cinco décadas em 2020. Em função da pandemia, as comemorações foram realizadas no primeiro evento presencial da entidade. 

Ricardo Elesbão e Maria do Carmo receberam a homenagem das mãos do pesquisador Henrique Petry (no centro)

Maria do Carmo, que atua há mais de cinquenta anos na pesquisa e esteve presente na primeira edição do congresso, no início dos anos 1970, sentiu-se honrada em representar a Embrapa. “Foi uma surpresa terem me chamado para receber e, ao mesmo tempo, uma honra, porque a fruticultura sempre foi uma bandeira que eu levantei e defendi. Às vezes, não se dá a devida importância à fruticultura, se comparada a grandes culturas, embora hoje a gente veja que ela pode remunerar bem. Também foi bem interessante para mim, porque deve ser meu último ano na ativa, ter a honra de receber a homenagem”, acrescentou.

Com o tema central “valorização da ciência brasileira para a produção de frutas, em busca de uma fruticultura cada vez mais competitiva”, o evento reuniu cerca de 1.200 profissionais ligados à fruticultura, que de 25 a 29 de abril participaram de conferências, palestras, mesas-redondas, minicursos, visitas técnicas, apresentação de trabalhos científicos e visita a estandes de empresas. Foram divulgados e discutidos temas relevantes para a fruticultura brasileira, proporcionando o intercâmbio de informações. 

Segundo o vice-presidente do congresso, o pesquisador Fernando José Hawerroth, da Embrapa Uva e Vinho,  este foi o primeiro grande evento da área da fruticultura pós-pandemia. “Pesquisadores, técnicos, produtores, consultores e estudantes estiveram presentes em todas as atividades. Sem dúvida a interação foi o grande marco do evento, que possibilitou uma grande interação entre os diferentes elos da cadeia produtiva”. 

De acordo com Hawerroth, a programação foi diversificada e abrangente, incluindo a parte técnico-científica, os fóruns e a arena de negócios, que foi um espaço para as empresas apresentarem suas novidades. “A fruticultura está ampliando sua importância no agronegócio. Temos certeza que, depois desse evento, por todo o envolvimento, vamos conseguir alavancar ainda mais o setor”, pontuou. 

Já para o analista Nelson Pires Feldberg, da Embrapa Clima Temperado, que também participou da organização do evento como segundo tesoureiro, o congresso foi um grande sucesso, atingindo todos os objetivos como principal evento técnico-científico da fruticultura no País. “Esta edição contou com um grande número de participantes e sua realização com o Encontro Nacional sobre Fruticultura de Clima Temperado (Enfrute) proporcionou que, além da parte científica, houvesse uma feira com as principais empresas da área, garantindo também a participação de muitos produtores e técnicos”.  

O pesquisador Alberto Vilarinhos, chefe-geral da Embrapa Mandioca e Fruticultura, ficou bastante impressionado com o congresso. "Achei o evento um sucesso. Estava tudo muito organizado, com muitos participantes e muitos estandes", declarou. Além de gestor de uma das Unidades da Embrapa que trabalham com fruticultura, ele representou o presidente Celso Moretti, que estava envolvido com atividades da semana de aniversário da Empresa. 

A pesquisadora Helenice Moura Gonçalves, da Embrapa Cerrados, que apresentou oito trabalhos técnicos, destacou a divulgação e o fortalecimento da temática das fruteiras perenes nativas do Cerrado em um evento do porte do Congresso Brasileiro de Fruticultura. “Os eventos científicos são fundamentais para divulgar nossa atuação, nossas linhas de pesquisa, estabelecer contatos com os demais pesquisadores da área e áreas afins, fortalecer o networking e, no caso das nativas do Cerrado, buscar inspiração nos casos de sucesso de outras espécies nativas da flora brasileira que já foram domesticadas, como o exemplo da goiabeira serrana, que possui quatro cultivares lançadas. É uma satisfação apresentar os trabalhos com pequi e baru da Embrapa Cerrados num evento como esse“, afirmou a cientista. 

Segundo a organização, estiveram presentes participantes da unidades Acre, Alimentos e Territórios, Cerrados, Clima Temperado, Instrumentação, Mandioca e Fruticultura, Semiárido e Uva e Vinho. 

A SBF organizou o congresso em parceria com a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), a Embrapa, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Entidades homenageadas:

  • Embrapa - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
  • Epagri - Empresa de Pesquisa e Extensão Rural de Santa Catarina
  • IAC - Instituto Agronômico de Campinas
  • Epamig - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais
  • IDRP - Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná
  • Incaper - Instituto Capixaba de Pesquisa Assistência Técnica e Extensão Rural
  • IPA - Instituto Agronômico de Pernambuco
  • Esalq/USP - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz/Universidade de São Paulo
  • UFV - Universidade Federal de Viçosa
  • UFPel - Universidade Federal de Pelotas
  • UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina
  • UFRRJ - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • UFERSA - Universidade Federal Rural do Semiárido
  • UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina
  • UFLA - Universidade Federal de Lavras
  • UNIVASF - Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • UNESP - Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho

O congresso também foi uma das comemorações do aniversário de 50 anos da fundação da SBF, completados em 2020. Ainda neste ano, houve um simpósio on-line para marcar a data, com participação do presidente da Embrapa, Celso Moretti, que apresentou a palestra "Ciência e Fruticultura: a percepção da pesquisa". Veja a programação.

Também foi lançado o livro “SBF 50 anos” sobre a evolução da sociedade e da fruticultura no Brasil. Veja o vídeo da abertura do simpósio:

Nova diretoria da SBF

Durante o evento, foi eleita a nova diretoria da Sociedade Brasileira de Fruticultura, gestão 2022-2023, que conta com representantes da Embrapa:

  • Presidente: Henrique Belmonte Petry (Epagri)
  • Vice-presidente: Fernando José Hawerroth (Embrapa Uva e Vinho)
  • Diretor Administrativo e Finanças:  André Luiz Kulkamp de Souza (Epagri)
  • Vice-diretor Administrativo e Finanças: Idemir Citadin (Universidade Tecnológica Federal do Paraná)
  • Diretor de Protocolo e Eventos: Paulo Roberto Coelho Lopes (Embrapa Semiárido)
  • Vice-diretor de Protocolo e Eventos: Vagner Brasil Costa (Universidade Federal de Pelotas)
  • Diretor Representações e Publicações: Mateus Pereira Gonzatto (Universidade Federal de Viçosa)
  • Vice-diretor Representações e Publicações: Adriana de Castro Correia da Silva (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul)
 
 

Viviane Zanella (14400-DRT/RS)
Embrapa Uva e Vinho

Contatos para a imprensa

Léa Cunha (1633 - DRT/BA)
Embrapa Mandioca e Fruticultura

Contatos para a imprensa

Francisco Lima (13696 DRT/RS)
Embrapa Clima Temperado

Contatos para a imprensa

Nadir Rodrigues (MTb/SP 26.948)
Embrapa Alimentos e Territórios

Contatos para a imprensa

Núcleo de Comunicação Organizacional
Embrapa Cerrados

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Galeria de imagens

Encontre mais notícias sobre:

homenagemcongresso-brasileiro-de-fruticultura