Publicações

Ajuste do modelo de Hargreaves para estimativa da evapotranspiração de referência no Noroeste Paulista.

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

Autoria: CONCEIÇÃO, M. A. F.

Resumo: O cálculo do consumo hídrico diário da cultura, para fins de irrigação, é feito, normalmente, com base na estimativa da evapotranspiração de referência (ETo). O modelo padrão para essa estimativa é o de Penman-Monteith, o qual requer dados que, muitas vezes, não estão disponíveis para os produtores rurais. Em condições como essa, é possível utilizar modelos que empreguem um menor número de variáveis, como o de Hargreaves, que tem por base os valores da temperatura do ar. O objetivo desse trabalho foi o de avaliar e ajustar o modelo de Hargreaves às condições climáticas do noroeste do Estado de São Paulo. Além dos dados diários, foram avaliados, também, os dados obtidos empregando-se as médias móveis de períodos de três e sete dias. O método original de Hargreaves superestimou os valores de ETo, em relação ao método padrão, apresentando um desempenho classificado como bom. Os ajustes promovidos nos coeficientes da equação de Hargreaves permitiram melhorar o seu desempenho, que passou a ser classificado como ótimo, tanto para períodos diários como para intervalos de três e sete dias.

Ano de publicação: 2013

Tipo de publicação: Artigo de periódico