Voltar

Dia de campo destacará resultados de pesquisas com sistemas integrados feitas em Mato Grosso

Foto: Fernanda Lando

Fernanda Lando -

Pela primeira vez em oito edições, todas as principais estações do Dia de Campo sobre Sistemas Integrados de Produção Agropecuária destacarão resultados obtidos pela Embrapa Agrossilvipastoril. No evento que será promovido em parceria com o Senar-MT na próxima quinta e sexta-feira, a partir das 7h30, na vitrine tecnológica, pesquisadores da Unidade e convidados abordarão diferentes temáticas, mas sempre com dados locais.

Nas edições anteriores, parte da programação era composta por informações de outras Unidades da Embrapa, com dados obtidos em outros estados. De acordo com o chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia da Embrapa Agrossilvipastoril esse maior espaço para os dados locais é consequência natural do trabalho que vem sendo feito na Unidade nos últimos anos.

“É primeira vez com uma programação toda daqui e com resultados de impacto, com informações importantes para os sistemas produtivos de Mato Grosso. Foi meio ao acaso, pois passamos a ter resultados de pesquisa nesses últimos anos. Serão informações consistentes, de uma base técnica muito boa”, afirma Flávio Fernandes.

Programação

O dia de campo contará com quatro estações principais, nas quais todos os participantes, divididos em quatro grupos, ficarão por 40 minutos em cada uma. Após o término desse primeiro circuito haverá um quinto momento onde serão ofertadas outras quatro estações satélite, nas quais o participante poderá escolher qual delas quer visitar ou ainda, se preferir, poderá voltar em uma das estações visitadas anteriormente.

Entre as estações principais serão abordados temas como a integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) com gado de leite e com gado de corte, com resultados de experimentos de longa duração conduzidos na Embrapa Agrossilvipastoril. Também serão apresentadas opções de consórcios forrageiros para a safrinha em Mato Grosso. Entre os destaques está o sistema Gravataí, que será lançado em junho, durante o Congresso de Sistemas Integrados de Produção Agropecuária, em Rondonópolis.

A necessidade de adequação ambiental, bem como as técnicas de recomposição de APP e reserva legal serão abordadas em outra estação, onde os participantes poderão ver diferentes estratégias de condução, por meio do plantio, com mudas, semeadura direta e a lanço e regeneração natural. Resultados de ensaios conduzidos na própria Embrapa e em áreas experimentais externas também serão usados para ilustrar a apresentação.

Estações satélites

Após o circuito principal, os participantes poderão escolher entre quatro outras estações para buscarem mais informações. Uma delas será sobre sistema produtivo com algodoeiro, abordando sobre as boas práticas na rotação de culturas e manejo visando melhores resultados na cultura do algodão. Dados obtidos em uma Unidade de Referência Tecnológica e Econômica acompanhada no município de Ipiranga do Norte serão usados como exemplo para o público.

O mercado e as cultivares de feijão-caupi, mungo verde e grão-de-bico serão mostrados na estação sobre pulses.

Em outra estação, serão expostas novidades na área de informática para a agropecuária, como softwares, drones e aplicativos que podem auxiliar o dia-a-dia dos produtores e consultores técnicos.

Em outra estação, como ocorre em todas as edições do dia de campo, serão apresentadas opções de forrageiras BRS disponíveis para Mato Grosso e que poderão ser vistas no campo agrostológico da Embrapa.

Público recorde

As inscrições antecipadas para o dia de campo pelo site da Unidade se encerraram na última terça-feira, com mais de 900 pessoas de todo estado de Mato Grosso inscritas.  Novas inscrições poderão ser feitas no local do evento, a partir das 7h30.

O dia de campo tem como públicos prioritários produtores rurais de todos os perfis, consultores técnicos, extensionistas, profissionais que atuam no setor agropecuário e estudantes de cursos de agrárias.

Nesse ano, pela primeira vez o dia de campo será em dois dias, sendo a mesma programação realizada em ambas as datas. A mudança visa apenas a divisão do público, garantindo grupos menores no circuito das estações. A expectativa é de que cerca de 1.000 pessoas participem dos dois dias do evento.

O 8º Dia de Campo sobre Sistemas Integrados de Produção Agropecuária é realizado pela parceria entre Embrapa Agrossilvipastoril e Senar-MT e conta com patrocínios da Acrinorte, Rede ILPF e Unipasto.

Gabriel Faria (Mtb 15.624 MG JP)
Embrapa Agrossilvipastoril

Contatos para a imprensa

Telefone: (66) 3211-4227

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/