Voltar

Pesquisadores falam sobre sistemas de integração em São Paulo

Foto: Arquivo

Arquivo - Luiz Adriano Cordeiro conceituou os sistemas de integração e apresentou experimentos na Unidade de Referência Tecnológica de ILPF implantada na EECB

Luiz Adriano Cordeiro conceituou os sistemas de integração e apresentou experimentos na Unidade de Referência Tecnológica de ILPF implantada na EECB

Os pesquisadores Luiz Adriano Cordeiro e João Kluthcouski, da Embrapa Cerrados (DF), participaram do Simpósio Coopercitrus de Alta Tecnologia Agropecuária - 2017, promovido pela Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais entre os dias 20 e 22 de junho na Estação Experimental de Citricultura de Bebedouro (EECB), em Bebedouro (SP). O evento contou com a participação de mais de 200 produtores rurais cooperados da Coopercitrus de São Paulo e de outros Estados, e focalizou as culturas de cana-de-açúcar, grãos, pastagens, pecuária e sistemas de integração Lavoura-Pecuária (ILP) e Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF).

Na manhã do terceiro dia do evento, dedicado a pastagens e sistemas de integração, a primeira apresentação foi realizada pelo engenheiro agrônomo Alcides Torres Jr. e pela zootecnista Juliana Pila, ambos da Scot Consutoria. Eles abordaram a conjuntura econômica atual dos mercados de carne e leite no Brasil. Em seguida, o pesquisador Luiz Adriano Cordeiro fez uma apresentação no auditório da EECB sobre ILP e ILPF no Brasil, mostrando os conceitos e fundamentos dos sistemas de integração, retrospectiva e evolução dos sistemas, exemplos, benefícios e adoção no Brasil.

Juliano Roberto da Silva, zootecnista do Grupo Carlos Viacava, falou sobre o tema “ILP em Solos Arenosos no Oeste Paulista: Estudo de Caso da Fazenda Campina”. Ele apresentou a evolução da adoção de sistemas de integração na propriedade, localizada em Caiuá (SP), bem como os resultados na produção vegetal e na produção animal. A Embrapa Cerrados desenvolve ações de transferência de tecnologia na Fazenda Campina desde 2013, em parceria com a cooperativa Cocamar, de Maringá (PR), e com Universidade do Oeste Paulista (Unoeste), de Presidente Prudente (SP).

À tarde, os produtores participantes do simpósio visitaram a vitrine de forrageiras, que conta com cultivares da Embrapa como braquiárias (BRS Piatã, BRS Xaraés e BRS Paiaguás) e materiais de Panicum (BRS Zuri e BRS Massai).

O pesquisador João Kluthcouski apresentou resultados práticos de campo na Unidade de Referência Tecnológica (URT) de sistemas de integração implantada na EECB em 2016. Ele discorreu sobre as produtividades de milho para grão e sorgo para silagem consorciados com braquiária (B. brizantha cv. BRS Paiaguás) no sistema de ILP em safrinha, que produziram 3.990 kg/ha e 22,5 ton/ha, respectivamente. A pastagem formada após a colheita apresentou elevada produção de biomassa, com 5 toneladas de matéria seca (MS) por hectare na área onde foi colhido o milho, e 7 ton MS/ha onde foi colhido o sorgo silageiro. As taxas de lotação ajustadas para 90 dias de pastejo foram de 2,6 e 4,0 UA*/ha, respectivamente.

Ainda durante as atividades de campo, o pesquisador Luiz Adriano Cordeiro apresentou informações sobre a implantação e condução de quatro sistemas de integração com componente florestal implantados na URT: Integração Pecuária-Floresta - Sistema Silvipastoril (IPF), com pastagem de braquiária (B. brizantha cv. BRS Paiaguás) consorciada com eucalipto (espécie Eucalyptus citriodora); Integração Lavoura-Pecuária-Floresta - Sistema Agrossilvipastoril (ILPF), com culturas anuais consorciadas com E. citriodora e, posteriormente, braquiária consorciada com E. citriodora; outro sistema ILPF, com culturas anuais consorciadas com mogno africano (Khaya senegalensis) e, posteriormente, braquiária consorciada com K. senegalensis; e um terceiro sistema de ILPF, com culturas anuais consorciadas com teca (Tectona grandis) e, posteriormente, braquiária consorciada com T. grandis.

No primeiro ano de condução das áreas de ILPF (safra 2016/2017), foram cultivadas parcelas com duas cultivares de soja da Embrapa (BRS 7380 e BRS 7280) e uma linhagem, com produtividades que variaram de 30 sacos/ha a 50 sacos/ha, aproximadamente. Na próxima safra (2017/2018), será cultivado milho para silagem consorciado com braquiária no Sistema ILP Santa Fé. Em seguida, as áreas serão mantidas com pastagens consorciadas com as espécies florestais.

O simpósio promovido pela Coopercitrus também contou com palestras e dinâmicas de campo sobre alta tecnologia em produção de cana-de-açúcar e de grãos como milho e soja.

 

*UA – Unidade Animal, equivalente a um animal com 450 kg de peso vivo.

Com informações do pesquisador Luiz Adriano Cordeiro

Breno Lobato (MTb 9417-MG)
Embrapa Cerrados

Telefone: (61) 3388-9945

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/